Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

‘Tiraram a vida do meu filho’, desabafa mãe de homem baleado e morto pela polícia

Família da vítima acredita que rapaz foi confundido pelos agentes e luta para provar a inocência dele; entenda

Cidade Alerta|Do R7

Jovem é morto após perseguição da polícia, mas família alega inocência de rapaz
Jovem é morto após perseguição da polícia, mas família alega inocência de rapaz (Reprodução/RECORD)

O Cidade Alerta trouxe mais detalhes sobre o caso de Vinícius, morto por policiais na zona norte de São Paulo. O rapaz foi baleado pelos agentes de segurança, que buscavam dois suspeito de cometer um roubo na cidade de Mairiporã (SP). De acordo com a família, o jovem teria se assustado ao ver uma perseguição no bairro onde mora e se escondeu em uma casa.

Na fuga, um dos suspeitos foi detido e o outro fugiu. Vinícius, que também correu do local, foi encontrado na residência de um conhecido do bairro, que resolveu ajudá-lo. A polícia, no entanto, o encontrou e baleou o jovem. Na versão dos agentes, ele teria trocado tiros com eles, por isso a reação das autoridades. Por outro lado, a família contesta a versão que Vinícius estivesse armado e luta para provar sua inocência. Além disso, o homem que ajudou a vítima, também relatou que ele não parecia portar algum tipo de arma.

Leia também

Karolyne Jesus, mãe de Vinicius, não se conforma com a ação da polícia e desabafou: “Eles tiraram a vida do meu filho”. A mulher teve o último momento com o rapaz em um mercado do bairro, que gravou os dois fazendo compras para o café da manhã. Nas imagens, o jovem aparece com camiseta branca, boné preto e bermuda.

Após saírem do estabelecimento, às 8h13, como mostra a câmera de segurança do local, Karolyne foi trabalhar, e seu filho voltou para casa. Toda a tragédia aconteceu quase duas horas após deixarem a padaria.

Publicidade

A família alegou que Vinícius poderia ter se assustado com a viatura da polícia, pois o último encontro entre eles terminou com algumas lesões do rapaz. Isso porque, há seis meses, ele pegou a moto emprestada de um amigo, mas disse que não sabia da procedência do veículo, que era roubado.

Os parentes acreditam que o jovem tenha sido confundido com um dos suspeitos. Aline Malta, advogada da família, contou que não havia nenhum mandado de prisão para Vinícius. “Foi um despreparo da Polícia Militar do Estado de São Paulo e ele foi confundido com os outros indivíduos”, disse.

Publicidade

Assista ao vídeo:

O Cidade Alerta vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 16h30; e aos sábados, com duas edições, às 17h e às 21h, na tela da RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.