Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Balanço Geral
Publicidade

'Acreditava em tudo que ele dizia', desabafa mulher envenenada pelo companheiro

Natasha passou quatro dias em coma após ser dopada e ainda teve sua conta bancária saqueada; entenda o caso 

Balanço Geral|Do R7

A mulher nunca suspeitou de quem quase tirou sua vida
A mulher nunca suspeitou de quem quase tirou sua vida A mulher nunca suspeitou de quem quase tirou sua vida (Reprodução/RECORD)

O Balanço Geral acompanha o caso de Natasha Gomes, que, após quatro dias em coma, descobriu que a sua vida tinha mudado completamente. Por meio das redes sociais, a mulher desabafou sobre o ocorrido e, desesperada, fez um pedido de ajuda.

A carioca, de 31 anos, conversou com a equipe da RECORD e deu detalhes de quando quase morreu ao ser envenenada pelo próprio companheiro em um bar no Rio de Janeiro. 

Em março de 2023, o desejo de construir uma família tomou conta do relacionamento de Natasha, que acabava de se iniciar.

Apaixonada, ela resolveu dividir a mesma residência com o parceiro, por terem muitos planos juntos. Segundo a vítima, o então namorado entrou na sua vida de maneira muito rápida. "Vida de casados", disparou, relembrando a relação.

Publicidade

Porém, mesmo com a paixão à flor da pele, a situação foi se tornando gradativamente abusiva. O companheiro obrigou Natasha a deixar o emprego de bancária, e ficar apenas na residência do casal. 

Isso porque, segundo ela, o homem utilizava argumentos que, naquele momento, pareciam convincentes. "Acreditava em tudo que ele falava", admitiu. 

Publicidade

Leia também

Na intensão de construir uma família, a mulher começou a fazer tratamento para engravidar, já que de forma natural não estava conseguindo. Mas, os remédios eram controlados pelo homem e ela mal sabia o que estava ingerindo. 

Em dezembro do ano passado, o casal estava em um quiosque na zona sul da Cidade Maravilhosa e, a partir daquela noite, a vida de Natasha mudaria para sempre.

Publicidade

Ela contou que, em determinado momento, se distanciou da sua bebida, mas não suspeitou de nada. Logo após voltar a beber, teve um apagão. Quatro dias depois, a jovem acordou em um hospital sem lembrar de nada. 

Sérgio Figueredo, advogado da vítima, revelou detalhes de como sua cliente estava quando chegou na instituição de saúde: "Praticamente em estado de falência". 

A equipe médica, então, descobriu que se tratava de um envenenamento e comunicou a polícia. Além de conhecer, de uma forma traumática, outro lado da pessoa que amava, ela descobriu o motivo de nunca ter conseguido engravidar: "Ele era vasectomizado".

Após esse episódio, o golpista fugiu deixando prejuízos, além de emocionais, financeiros. O homem com quem Natasha se relacionava desapareceu com cerca de R$ 500 mil da sua conta bancária, e segue foragido. 

Confira na íntegra:

Acompanhe atualizações de notícias como essa no Balanço Geral. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.