Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Canta Comigo 5
Publicidade

Com muito humor, DJ Créu resgata origens do funk e revela planos para o futuro

Jurado do Canta Comigo 5 une gerações e quer passar adiante seus conhecimentos na indústria musical

Entrevistas|Carol Rios, do site oficial

Produtor fala sobre as influências do Tamborzão no funk e compartilha planos para a carreira
Produtor fala sobre as influências do Tamborzão no funk e compartilha planos para a carreira Produtor fala sobre as influências do Tamborzão no funk e compartilha planos para a carreira

Depois de bombar em festas de aniversário e casamentos com a música que deu o seu nome há 14 anos, DJ Créu está de olho no futuro, focado na produção de novos hits e na descoberta de novos talentos do funk. Com muito humor, o jurado do Canta Comigo 5 faz sucesso até hoje e tem resgatado as origens do ritmo que cativa gerações.

Em entrevista ao site oficial, ele relembra sua primeira aparição na mídia. Sem intenção de ficar famoso, ele criou a composição que levava o seu nome para outro artista, mas foi rejeitado. “Desde a época do vinil, eu já era produtor de funk e tocava nos bailes. Eu fiz essa música como guia para dar a um cantor, mas ele achou uma porcaria, então, a coisa começou a acontecer com a minha voz mesmo, aquela voz grossa que eu faço”, confidencia.

Logo veio o sucesso. O cantor explica que sempre foi DJ, mas precisou adotar o nome de MC. “Naquela época, era uma regra: quem cantava era o MC e quem tocava era o DJ, mas as pessoas começaram a me procurar para fazer shows e me colocaram esse nome”, conta.

O jurado, entretanto, não perdeu a paixão por remixar músicas e tocar em bailes. “Nesse terceiro estágio da minha vida, eu estou querendo deixar só ‘Créu’ porque dá para saber que eu canto e produzo”, explica.

Publicidade

Resgate das origens e encontro de gerações

Nas redes sociais, ele tem feito vários remixes com o chamado Tamborzão. A batida que hoje comanda o funk carioca foi criada por Luciano Oliveira, o MC Sabãozinho. Trata-se de uma variação do loop do Volt Mix, base musical americana lançada em 1988, e acrescenta sons percussivos aos timbres eletrônicos.

“Antigamente, a gente comprava os discos de vinil e de um lado vinha a música e do outro vinha o instrumental que os DJs gostavam muito. Então, as pessoas começaram a usar esse Volt Mix para cantar as próprias composições e ficou muito popularizado”, justifica.

Publicidade

Até aquele momento, o funk consumido no Brasil era o americano. A mistura de sons e ritmos que deu origem ao Tamborzão transformou a história da música. “Podemos dividir o funk de lá para cá e de lá para trás. O funk brasileiro acontece depois da chegada do Tamborzão, então, é por esse motivo que eu o venero e quero mostrar para a nova geração de onde veio, porque as pessoas não sabem. Pretendo difundir bastante para que elas pesquisem e cheguem ao criador”, espera Créu.

O funk brasileiro acontece depois da chegada do Tamborzão%2C então%2C é por esse motivo que eu o venero e quero mostrar para a nova geração de onde veio%2C porque as pessoas não sabem

(DJ Créu)

Para o DJ, o funk tem se modificado com o passar dos anos. “A gente consome as coisas mais rápido! Antigamente, você ouvia o MC Marcinho e ele contava uma história de quatro minutos na música. Era quase um Faroeste Caboclo do funk. Hoje em dia, a molecada quer escutar apenas 30 segundos”, observa.

Publicidade

Embora o ritmo musical tenha sofrido mudanças, Créu acredita que é preciso resgatar as origens. “A gente tem que se renovar, mas até para isso é preciso pegar influências do que já aconteceu. Às vezes, quando eu vou tocar para a molecada, eu olho o público, vou ao TikTok e, em algum momento do show, mostro os funks antigos e eles caem pirando demais! Adoram”, vibra.

Empresário do funk

Depois de fazer muito sucesso, DJ Créu tem passado tudo o que sabe para o filho LK da Escócia. “Eu lutei muito para que ele não entrasse nesse meio. A gente lida com várias frustrações e eu queria protegê-lo. Mas, ao mesmo tempo, ele sentava no meu colo e ficava horas no estúdio comigo. Eu estava o empurrando o tempo todo sem perceber”, confessa.

As tentativas para evitar que LK da Escócia entrassem no ramo não deram muito certo. O rapaz já estourou alguns hits no TikTok, o mais recente, Vem com a Tropa do Tubarão. O jurado do Canta Comigo decidiu apoiar o filho e pretende expandir seus conhecimentos para outros artistas. “Ele é uma ótima cobaia para que eu coloque em prática tudo o que estou aprendendo. Eu consigo fazer isso com outros jovens, porque já sei o caminho, então, a ideia é realmente profissionalizar isso”, sonha.

A produtora que já é chamada de T.R.O.P.A terá o Rio de Janeiro (RJ) como sede, cidade onde vive o DJ atualmente. “Em São Paulo, há muitas produtoras, mas aqui no Rio não tem nenhuma e é daqui que saem os artistas! A gente precisa esquematizar alguma coisa para dar essa força para o Rio de novo”, espera. “É um projeto grande e acho que eu vou me debruçar nisso ainda este ano”, complementa.

Marketing e humor

Seja para divulgar os novos trabalhos, resgatar o Tamborzão ou empresariar novos talentos, DJ Créu se utiliza de muito humor e marketing nas redes sociais. “Está no meu dia a dia, mas eu sempre ouço: ‘porque você não investe?’. E eu acho que não tenho nada a ver, porque sou músico. Só que não é uma pessoa que fala, são várias, e isso plantou uma sementinha na minha cabeça”, confessa.

Como amante do marketing, ele está unindo a personalidade engraçada com o estudo para alavancar ainda mais a carreira. “A gente é refém dos algoritmos, né? Nem sempre um vídeo bom dá certo e às vezes um vídeo ruim alavanca”, comenta o produtor. Mesmo assim, segue firme. “Dá um trabalho fazer, mas eu tenho acreditado nisso. Sou fissurado por marketing e quero de alguma forma puxar a atenção para oferecer a minha música e o meu trabalho”, assegura.

O jurado do Canta Comigo 5 tenta levar esse mesmo ânimo ao programa. “É claro que ali a gente vê 200 candidatos e pode ser um pouco cansativo para nós, mas a gente tem que lembrar que em cada participante há um sonho enorme por trás. A pessoa coloca a energia toda dela na apresentação e temos que ter muita sutileza no que vamos falar”, esclarece.

DJ Créu recorda um comentário que leu nas redes sociais de uma participante da primeira edição do Canta Comigo. “Ela se lembrou de algo que eu falei há quatro anos atrás e que ela leva consigo até hoje. Eu tenho esse cuidado para deixar a pessoa feliz. Se puder arrancar um sorriso ou uma zoeira, a missão está cumprida!”, garante.

Fique ligado! O Canta Comigo 5 vai ao ar aos domingos, às 18h, na tela da Record TV. Você também pode acompanhar todas as novidades no site oficial do reality musical!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.