Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cidade Alerta
Publicidade

Caso Dito: áudio misterioso dá pistas sobre o paradeiro do idoso

As buscas continuam e os familiares ainda têm esperança de encontrá-lo com vida; entenda

Cidade Alerta|Do R7

Seu Dito está desaparecido há dezoito dias
Seu Dito está desaparecido há dezoito dias Seu Dito está desaparecido há dezoito dias

O Cidade Alerta acompanha o caso de Dito Bueno, de 63 anos, desaparecido desde o dia 24 de setembro, quando saiu para ir a uma mercearia e não foi mais visto, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo.

A filha mais novo do idoso, Bruna de Assis de Oliveira, ficou aflita com sumiço e também por não conseguir procurar pelo pai. Segundo relato, ela foi até a casa dele, mas os irmãos mais velhos não permitiram que ela entrasse na residência. 

Relembre o caso:

Agora foi a vez de Elvis Alves Prado, filho do desaparecido, se pronunciar. A família permitiu a entrada da equipe do Cidade Alerta no terreno, que foi dividido entre os irmãos. O rapaz contou que a polícia ainda não foi local realizar a perícia.

Publicidade

A casa de Dito estava bem organizada e não apresentava sinais de arrombamento. Elvis afirmou que a companheira do pai era cuidadosa e arrumou tudo antes do ocorrido. Ele ainda retirou a televisão, um aparelho de rádio, contas e os documentos do desaparecido, para que não fossem roubados.

Leia também

O filho do desaparecido mostrou um áudio intrigante, com voz de mulher, falando sobre seu pai: “Acharam. O Dito está morto mesmo. Acharam a cabeça dele aqui na invasão. Ainda estão procurando o corpo, tá bom? Mas está morto mesmo”.

Publicidade

Segundo o rapaz, o áudio surgiu de dentro da comunidade e teria sido enviado pelo genro de Dito, namorado de Bruna. De acordo com Elvis, quando a irmã e o namorado gravaram a última reportagem, já sabiam da existência do áudio. Não há comprovações sobre a veracidade do áudio.

Elvis também falou sobre as divergências com a irmã mais nova, Bruna, filha que teria sido reconhecida por seu Dito depois de adulta. Segundo ele, não há nenhum tipo de inimizade entre eles, mas também não mantinham uma relação próxima. Bruna começou a frequentar a casa de Dito por cerca de quatro anos, mas a família quer uma comprovação da paternidade.

Publicidade

As buscas pelo idoso continuam e os familiares ainda têm esperança de encontrá-lo com vida. A investigação contou com a ajuda de um cão farejador para tentar achar indícios sobre o paradeiro de seu Dito, que indicou a possibilidade de ele ter indo em direção a mata. A equipe da Record TV acompanhou o trabalho de busca e, até o fim da reportagem, não encontraram o corpo. Ninguém na comunidade quis se pronunciar.

O Cidade Alerta vai ao ar de segunda a sexta, às 16h50, e aos sábados, 17h, na tela da Record TV.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.