Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Domingo Espetacular
Publicidade

Entenda o motivo da briga e a divisão da herança milionária de Zagallo

O Domingo Espetacular teve acesso ao testamento e revelou por que o filho caçula vai ficar com mais da metade da fortuna

Domingo Espetacular|Do R7

Velho Lobo, conhecido pela personalidade forte, fez questão de dizer o que pensava até no testamento
Velho Lobo, conhecido pela personalidade forte, fez questão de dizer o que pensava até no testamento Velho Lobo, conhecido pela personalidade forte, fez questão de dizer o que pensava até no testamento (Reprodução/Instagram)

Nos últimos dias, a herança milionária de Zagallo virou uma guerra em família. O Domingo Espetacular teve acesso ao testamento do tetracampeão e revelou por que o filho caçula vai ficar com mais da metade da fortuna.

Mário Jorge Lobo Zagallo é o homem que conseguiu no futebol um feito até hoje inédito: conquistar o mundo quatro vezes como jogador, treinador e coordenador técnico. Ele também ficou famoso pela personalidade forte e fez questão de dizer o que pensava até no testamento.

O tetracampeão faleceu aos 92 anos, no dia 5 de janeiro, por falência múltipla dos órgãos. Ele ficou internado em um hospital do Rio de Janeiro por cerca de 10 dias, o que causou comoção no país todo. A despedida a um dos maiores ícones do futebol brasileiro correu o mundo, mas as declarações deixadas em relação à herança chamaram mais atenção.

Leia também

Segundo o testamento, consta que tal escolha se deu pela profunda decepção com seus três outros filhos, principalmente no período pós-morte de sua esposa. Além disso, alegou que os seus outros três filhos desistiram de lhe dar a atenção e carinho, e que essa seria uma maneira de retribuir todo carinho e dedicação do seu filho Mário César.

Publicidade

O documento registrado em tabelionato, em novembro de 2016, revelou como Zagallo gostaria que o patrimônio, superior a R$ 10 milhões, fosse dividido depois de sua morte. Ele deixou 12,5% para cada um dos mais velhos, Paulo Jorge, Maria Emília e Maria Cristina, e 62,5% para Mário César.

De acordo com a legislação, metade do patrimônio de uma pessoa deve ficar com os herdeiros necessários, que podem ser filhos ou pais e avós, se ainda vivos. Já a outra metade é chamada de disponível, porque a pessoa pode deixar para quem ela quiser, seja parente ou não, até mesmo para alguém que já seria herdeiro por lei.

Publicidade

Foi exatamente o que aconteceu no caso do tetracampeão, ele deixou um testamento dividindo os bens em 12,5% para cada filho e 50% a mais para o caçula. Diante disso, os filhos mais velhos questionaram a divisão dos bens e já constituíram advogados para entrar com o processo na Justiça.

Por meio de nota, a equipe jurídica disse que a relação entre pai e filhos não era o que ficou parecendo no testamento. A defesa alegou que Mário César, filho mais novo, restringiu o acesso ao pai, induzindo Zagallo a acreditar que teria sido abandonado. Além disso, afirmaram que os três enfrentaram consideráveis dificuldades para estabelecer qualquer tipo de comunicação e contato com o pai desde 2016, mesmo ano em que o testamento foi feito.

Publicidade

Para compreender esse distanciamento entre Zagallo e os filhos, é preciso voltar um pouco no tempo e falar de outra herança. A briga teria começado depois da morte da esposa do tetracampeão, Dona Alcina, em 2012. Os quatro filhos renunciaram à herança para que tudo ficasse com o Velho Lobo.

No entanto, meses depois, encontraram um testamento deixado pela mãe e os três mais velhos entraram na Justiça contra o pai. Os filhos pediram a revisão da divisão dos bens, mas o documento era do início da década de 1980 e o patrimônio que constava nele já nem existia mais.

O Domingo Espetacular também teve acesso a esse documento e os três filhos relataram que o pai disse a eles que não havia um testamento deixado pela mãe, o que não era verdade e pediram a nulidade absoluta do inventário extrajudicial.

Apontavam ainda falsidade ideológica de Zagallo por omitir documento público ou particular e pediam que fosse citado como réu. Porém, a Justiça entendeu que o testamento, deixado pela esposa, era nulo e mantiveram o inventário do cartório, com o marido como o único beneficiário da herança.

A equipe da RECORD conversou com o filho mais novo por telefone, mas ele não quis marcar entrevista. Mário César confirmou que era ele quem cuidava e fazia tudo pelo pai, bem como reiterou que o próprio Zagallo costumava dizer isso em vida, até em entrevistas. "Eu não tenho que falar mais nada, eu tenho só que usar a frase do meu pai: 'eles vão ter que me engolir!'", disse Mário.

Outra questão apontada pelos três filhos mais velhos é que foram identificados saques recorrentes em contas bancárias do Velho Lobo, envolvendo quantias incompatíveis com seu padrão de vida enquanto idoso. O Domingo Espetacular entrou em contato com os três filhos mais velhos, Paulo Jorge, Maria Emília e Maria Cristina, mas nenhum deles atendeu as ligações.

Confira a reportagem completa:

O Domingo Espetacular vai ao ar todos os finais de semana, às 19h45, na tela da RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.