Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Conheça a história do americano que ficou 48 anos preso por um crime que não cometeu

O Domingo Espetacular mostra como descobriram que ele era inocente

Domingo Espetacular|

O caso de Glynn Simmons, hoje com 71 anos, é considerado a sentença injusta mais longa da história dos Estados Unidos. Ele foi preso em 30 de dezembro de 1975, aos 22 anos de idade. Foram 48 anos de privação de liberdade até que a justiça fosse feita. Mas, afinal, como descobriram tanto tempo depois que ele era inocente? E como calcular a reparação para quem teve quase meio século da vida roubado?

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.