Logo R7.com
Logo do PlayPlus
JR 24H
Publicidade

Sombra abriu porta para assassinos de Celso Daniel, diz testemunha localizada pela Rede Record

Acusado de ser o mandante do crime que ocorreu há 13 anos, Sérgio Gomes da Silva ainda não foi julgado

Jornal da Record|Do R7

Na foto, uma das últimas imagens de Sérgio Sombra, flagrado pela TV Record
Na foto, uma das últimas imagens de Sérgio Sombra, flagrado pela TV Record Na foto, uma das últimas imagens de Sérgio Sombra, flagrado pela TV Record

Uma testemunha localizada pela TV Record afirma que viu Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, abrir a porta do carro em que estava com o prefeito de Santo André, Celso Daniel, para que os assassinos do político o sequestrassem.

Celso Daniel foi sequestrado na zona sul de São Paulo em janeiro de 2002, quando seguia para Santo André em carro blindado conduzido por Sombra. Até hoje, não se sabe como os bandidos conseguiram abrir a porta do veículo. Dois dias depois do sequestro, ele foi encontrado morto em Juquitiba.

Promotores defendem a tese de que o crime foi político: teria sido cometido para encobrir um suposto esquema de cobrança de propina na cidade, que serviria para engrossar o caixa dois de campanhas do PT. Acusado de ser o mandante do crime, Sombra é o único citado no caso que ainda não foi julgado.

Ex-segurança de Celso Daniel, Sombra era considerado amigo do prefeito e é suspeito de ser um dos coletores da propina junto a empresas de transportes da cidade.

A testemunha localizada pela TV Record, hoje com 20 anos, deve ser ouvida pelo Ministério Público.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.