Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Record - Acesse o Portal de Notícias da Rede de Televisão
Publicidade

Jovem de 18 anos realizou o sonho de ir ao Catar para cobrir jogos da Copa do Mundo

Sarah juntou economias que ganhou de aniversário para viajar ao país-sede do mundial

Record TV|Yasmin Dias

Sarah em frente ao estádio, no Catar
Sarah em frente ao estádio, no Catar Sarah em frente ao estádio, no Catar

Ir a uma Copa do Mundo é o grande sonho de muitos apaixonados por futebol, mas nem sempre é possível devido a inúmeros fatores. Questões financeiras, distância e até mesmo a cultura de outros países podem ser empecilhos para quem deseja realizar esse sonho.

Para Sarah Campos Silva, de 18 anos, não foi diferente. A jovem brasileira sempre teve vontade de viver o mundial de perto. No ano de 2014, quando o Brasil foi sede do torneio, não conseguiu ir a nenhuma partida. O mesmo aconteceu na edição seguinte, em 2018, quando a Rússia recebeu as seleções e sediou o campeonato.

Nessa época, a jovem passou a acompanhar os bastidores do mundial pelas redes sociais de jornalistas e influenciadores digitais: “Eu me sentia dentro da Rússia assistindo aos vídeos. Era muito real! Dava para viver os sentimentos ao ver as pessoas chorando. Eu me sentia de fato ali”, relembra a jovem.

Faltando menos de um mês para a estreia do mundial, Sarah resolveu juntar as economias que recebeu dos pais e avós em seu aniversário e, movida pelo sonho de infância, pesquisou tudo o que precisava saber sobre o Catar. A jovem decidiu que não iria deixar passar mais uma oportunidade. Nesta Copa, ela estaria presente!

Publicidade

"Em 2021, já conversava com meu irmão sobre irmos para o Catar. Era um sonho nosso fazer uma viagem de irmãos e essa é a última Copa de jogadores muito importantes, né? Então, era a chance!”, disse Sarah que viajou ao lado do irmão Eder.

Porém, fazer viagem internacional não é barato, ainda mais para o Catar, que, atualmente, é considerado um dos países mais ricos do mundo. Para que esse sonho se realizasse, Sarah teve que abrir mão de outros planos: “A sorte é que eu tinha dinheiro que ganhei de aniversário, estava guardado para o futuro, mas usei para ir para a Copa.”

Publicidade

A abertura do mundial aconteceria no dia 20 de novembro, Sarah fechou o voo faltando duas semanas. Ela já chegou no país sede com ingressos para assistir à Brasil x Sérvia e Brasil x Camarões. Além destes dois, também esteve presente nos confrontos entre Portugal x Uruguai, Equador x Senegal e Alemanha x Costa Rica, totalizando cinco jogos.

Porém, assistir às partidas não era o único objetivo de Sarah, ela também queria produzir conteúdo nas redes sociais para as pessoas que não estavam no Catar, assim como aqueles que ela consumiu em 2018 pelos perfis de jornalistas e influencers.

Publicidade

Sua conta no Instagram, (@scs.sports), virou palco do campeonato, tendo atualizações diárias sobre os jogos e bastidores de todos os eventos que ela e o irmão frequentavam: “Eu queria mostrar o lugar por onde a gente estava passando, o que tinha para fazer por lá. Queríamos mostrar a realidade e o sentimento de estar ali”, revela Sarah.

Além da experiência futebolística, Sarah pode conhecer outras culturas e descobrir o quanto o Brasil e a Seleção Brasileira são admirados pelos estrangeiros. Teve a oportunidade de ver Cristiano Ronaldo de perto e, como ela mesma diz: “Foi mágico!”

Ao todo, foram cinco jogos, nove seleções, várias entrevistas e inúmeras histórias para contar. Aos 18 anos de idade, Sarah pode dizer que realizou um sonho de vida. “A Copa do Mundo é uma experiência incrível, faria tudo de novo!”

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.