Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Made in Japão
Publicidade

Richarlyson desconfia de Maurren após mudança de grupos no Made In Japão

Fim dos times e participação de Dona Kika agitam quarto episódio do reality neste sábado (13), às 22h30

Novidades|Do R7

Fim dos times Ninja e Samurai marca o quarto episódio do Made In Japão
Fim dos times Ninja e Samurai marca o quarto episódio do Made In Japão Fim dos times Ninja e Samurai marca o quarto episódio do Made In Japão

Made In Japão deste sábado (13) vai ao ar às 22h30 cheio de surpresas que influenciam diretamente na relação de seus participantes, a começar pela formação de novos grupos que podem juntar pessoas que, até então, vinham se desentendendo.

Além da embaralhada nas parcerias, a edição mostra um Richarlyson cada vez mais focado em chegar à final e desconfiado em relação a colegas de confinamento. Este é o quarto de seis episódios que, com desfecho marcado para 27 de junho, terminam com a entrega de R$ 500 mil a uma das celebridades que brigam pelo prêmio.

Neste exato momento, permanecem na competição os atletas Daniele Hypólito, Richarlyson e Maurren Maggi; os modelos e ícones televisivos da virada do século Luiza Ambiel e Flávio Mendonça; as influenciadoras digitais Babi Muniz e Silvana Oliveira; o ator Gui Santana e o veterano em realities Dhomini, ex-namorado de Sabrina.

A dinâmica da produção é a seguinte: ao longo de 25 dias, todos dividem um ambiente de três cômodos nos períodos de descanso entre as puxadas provas de uma gincana bem pitoresca, ao estilo japonês. A interação entre eles nos bastidores da disputa é o que norteia o programa, que ainda não elimina ninguém nesta etapa (lembrando que Quitéria e Sérgio se desligaram por motivos alheios às regras do jogo).

Publicidade

CONTEXTO NA CASA

Pilhados pela competitividade e pelo confinamento, os nove inquilinos já sentem o clima pesar na casa japonesa, e a tendência é que mais estranhamentos se desenvolvam por ali. Richarlyson, por exemplo, externa cada vez mais a sua insatisfação com alguns colegas, que considera estarem favorecendo outros em situações decisivas ao placar.

Publicidade

O fato de o time adversário ter livrado Maurren Maggi de uma prova na última semana, gerando automaticamente 14 pontos a ela, ainda não foi digerido pelo competidor do time Samurai. "Nesta etapa, realmente, percebi que tenho de jogar contra muitas pessoas. Mesmo que a Maurren tenha vindo para o meu time, ela ainda tem um laço muito forte com a equipe Ninja, e as pessoas de lá ainda a protegem como se ela fosse do grupo", comenta.

Determinado a investir nas provas individuais para acumular mais pontos e alcançar o objetivo de ser um dos seis integrantes a chegar à final, o atleta agora passa a manifestar cada vez mais o seu descontentamento com as escolhas dos colegas que interferem nos seus resultados – e isso inclui até mesmo Daniele Hypólito, de quem se aproxima. Os ânimos, claro, se alteram nessas horas.

Publicidade

É a própria Maurren quem avalia o desconforto: "Os comentários do Richarlyson foram maldosos, mas acho que é o jogo dele. Ele é muito competitivo! Eu tento, ao máximo, levar tudo pelo lado da disputa, não ter problema na convivência. Mas eu pilho as pessoas. Sou sarrista demais, então tudo depende de como a pessoa lida com isso. Luiza, por exemplo, fica no meu pé".

A atleta aproveita e adianta aos telespectadores: "Os acontecimentos desta semana, porém, vão provocar uma revolução na casa!"

FIM DOS TIMES

Parte do que contribui para o abalo das relações até então estabelecidas pelas equipes Ninja e Samurai é mesmo a diluição definitiva destes times. Quando todos menos esperam, o anúncio, inédito, cai como uma bomba no palco do programa: os nove jogadores serão remanejados em times de três pessoas cada, montados pelas três pessoas que estão nas últimas colocações do placar.

Acostumados a pensar estratégias protegendo membros do então grupo, os competidores perdem o chão nessa hora, e até mesmo rivais podem compor um mesmo trio! As novas alianças são mesmo surpreendentes! "Para mim, agora tudo melhora", instiga Dhomini.

Ele e outros membros da equipe Ninja continuam transparecendo uma insatisfação em comum até o grupo se desfazer: "Luiza. A relação com ela é a pior de todas, porque além de tudo ela puxou o time para trás", declara o veterano em realities.

Por isso, a escolha da rival de Dhomini para integrar seu novo time acaba envolvendo questões muito delicadas. "É uma hora tensa", confessa Luiza, que é sensível à rejeição que sente por não pontuar muito. "Eu fico muito triste quando perco provas! E quanto mais perco, mais me cobro. Aí, quando chega perto da minha vez, fico mais nervosa. Isso tudo interfere... A pessoa que mais me atrapalha sou eu, porque penso que preciso acertar, mas daí acabo errando e chorando. Aí, fico brava porque eu chorei, porque eu não gosto que me vejam chorando. E é assim que eu continuo nessa confusão! ", desabafa.

DONA KIKA

Um respiro a todos é a boa surpresa de ter como companhia a carismática Dona Kika, mãe de Sabrina Sato, em uma das atividades desta semana. Durante uma vivência de recompensa e castigo, ela bate um papo animado com os participantes. "Eles ficaram muito felizes ao me encontrar e disseram que foi um estímulo para continuar focados na competição!", conta. O que será que ela vai aprontar com o elenco?

Mãe de Sabrina Sato, Dona Kika participa de uma das provas do reality
Mãe de Sabrina Sato, Dona Kika participa de uma das provas do reality Mãe de Sabrina Sato, Dona Kika participa de uma das provas do reality

AUDIÊNCIA RECORDE!

Com a edição do último sábado (6), o Made In Japão aumentou em 32% sua audiência em uma semana, na Grande São Paulo, chegando à média recorde de 3,8 pontos. Foi seu melhor desempenho desde a estreia, em 23 de maio, na combinação com o share de 8% conquistado.

No Rio de Janeiro, os dados foram iguais aos da praça paulista – desde que entrou no ar aos sábados, obteve, agora, seu maior desempenho: 3,8 pontos de média e 8% de share. Se comparados o primeiro e o terceiro capítulos, o crescimento de audiência na praça carioca é de incríveis 53%! O pico, em ambos os casos, chegou a 5 pontos. Todos os índices são do Kantar Ibope.

O Made In Japão, apresentado por Sabrina Sato, vai ao ar aos sábados às 22h30, na Record TV!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.