Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Podcast Arquivo Vivo
Publicidade

Podcast Arquivo Vivo: "Absurdos jurídicos", comenta Percival sobre condenação de 24 anos anulada de Ricardo Najjar, acusado de matar a filha | Ep. 100

Sophia Kissajikian Cancio Najjar, de 4 anos, foi encontrada asfixiada com uma sacola plástica na cabeça no apartamento onde o pai morava no Jabaquara, zona sul de São Paulo

Podcast Arquivo Vivo|Do R7

Em dezembro de 2015, o cozinheiro Ricardo Krause Esteves Najjar foi acusado de matar a filha Sophia Kissajikian Cancio Najjar, de 4 anos, no apartamento onde ele morava no Jabaquara, zona sul de São Paulo. A criança foi encontrada asfixiada com uma sacola plástica na cabeça. Ricardo foi preso no velório da filha e ficou um ano detido, mas foi solto antes do julgamento por “excesso de tempo de prisão temporária”. Dois anos depois ele voltou a ser preso e, em 2018, Ricardo Najjar foi julgado e condenado a 24 anos e dez meses de prisão.

No entanto, em setembro de 2020, o Tribunal de Justiça de São Paulo anulou o júri popular que condenou o autônomo. Em novo julgamento, realizado em 2023, o pai da pequena Sophia foi condenado a apenas um ano e seis meses por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. No Podcast Arquivo Vivo, Renato Lombardi e Percival de Souza analisam o caso. Acompanhe!

Assista a todos os episódios do Podcast Arquivo Vivoclicando aqui.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.