Logo R7.com
Logo do PlayPlus
NDTV
Publicidade

Grupo ND é a primeira emissora carbono neutro do Brasil

NDTV Santa Catarina|Record TV Emissoras

Presidente do Grupo ND, Marcello Petrelli, e o comandante da Polícia Ambiental
Presidente do Grupo ND, Marcello Petrelli, e o comandante da Polícia Ambiental Presidente do Grupo ND, Marcello Petrelli, e o comandante da Polícia Ambiental (foto: Mudi Produtora Audiovisual/Divulgação ND)

A compensação ambiental é uma das formas mais justas de recompensar a natureza pelo que ela oferece. O Grupo ND está à frente como a única empresa de comunicação do país que tem um programa de neutralização de carbono. Todos os custos de matéria-prima e insumos aplicados nas inserções publicitárias feitas nos veículos do grupo (jornal, revistas, TV, rádio e portal) são revertidas em uma moeda verde, o oxigênio. E ontem foi dia de pagar parte da dívida relacionada ao ano de 2021.

Na praia do Sonho, em Palhoça, um grupo de alunos da escola municipal Maria Luzia de Souza participou da plantação de 600 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica em uma área de recuperação. Cheias de energia e curiosidade, as crianças tiveram ajuda de professores, de monitores da Fundação Cambirela de Meio Ambiente de Palhoça, da Polícia Ambiental e da diretoria do Grupo ND, que também participaram da ação.

Para o presidente do Grupo ND, Marcello Corrêa Petrelli, esse movimento em favor do meio ambiente é uma obrigação de cada empresa. “Já fomos reconhecidos e premiados nacionalmente por esse projeto, somos a única empresa de comunicação que tem isso”, ressaltou. Petrelli disse que serão plantadas mais 1.400 mudas em outras regiões, o que somará duas mil árvores.

A iniciativa demonstra o compromisso do Grupo ND com a sociedade, o que valoriza ainda mais a marca da empresa. “Estamos devolvendo carbono zero para toda a construção do nosso faturamento, da nossa inserção comercial para que o cliente saiba que, aqui no Grupo ND, o seu investimento está devolvendo para a natureza zero de consumo de oxigênio”, pontuou.

Publicidade

O projeto de plantio e distribuição de mudas foi elaborado observando todas as normas e regulamentos ambientais.

Como é feito o cálculo

Publicidade

O engenheiro ambiental Marcos Antônio de Souza explicou que todos os gastos (combustível, energia elétrica, papel etc.) gerados para produção e veiculação de conteúdo para anunciantes são calculados.

O total de árvores é equivalente à neutralização de aproximadamente 210 toneladas de gás carbônico emitido pelo Grupo ND em 2021. Para neutralizar esse carbono seriam necessárias 1.400 mudas de árvores, no entanto serão semeadas 2.000, como margem de segurança.

Publicidade

A escolha das árvores

Os técnicos envolvidos no projeto, entre eles o engenheiro ambiental Marcos Antônio de Souza, e o presidente da Fundação Cambirela, Anestor Denoni, optaram por espécies da Mata Atlântica para a área de recuperação ambiental na praia do Sonho onde há vegetação de restinga, “que é uma fixadora de dunas, zona de transição do mangue e da Mata Atlântica, um ecossistema muito importante a ser preservado”, conforme pontuou o sargento João Batista, da 4ª Cia do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental.

“Não é simplesmente neutralizar o carbono, mas fortalecer a vegetação nativa”, ressaltou o engenheiro Marcos Antônio. Para isso, foram utilizadas mudas de aroeira, araçá, pitanga, ingá entre outras espécies. “Estamos trabalhando com passarela suspensa para proteger a restinga e o plantio de hoje reforça esse cuidado”, observou Anestor Denoni.

(foto: Mudi Produtora Audiovisual/Divulgação ND)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.