Logo R7.com
Logo do PlayPlus

Com 50 voos por gravação, drone ganha destaque em Reis

Diretor-geral e piloto da série comentam uso do equipamento na trama

Entrevistas|Raíza Chaves, do site oficial

Responsável por pilotar o drone da série, Cezar Bialowas tem experiência internacional
Responsável por pilotar o drone da série, Cezar Bialowas tem experiência internacional Responsável por pilotar o drone da série, Cezar Bialowas tem experiência internacional

Com imagens de tirar o fôlego, o uso de drones tem se tornado cada vez mais frequente nas superproduções da Record TV. O pequeno aparelho, que chega a voar em torno de 50 vezes por gravação, é guiado por um controle remoto e tem a missão de produzir vídeos e fotos. Em entrevista ao site oficial, o diretor-geral de Reis, Leonardo Miranda, e o responsável por pilotar o drone da série, Cezar Bialowas, detalharam o uso do equipamento na trama.

Com experiência internacional, Bialowas pilota drones em produções da Record TV há seis anos e analisou a evolução das imagens em Reis.

"Estamos há muito tempo com o Leo e queremos entregar o melhor para ele, com mais emoção. Por isso, temos feito takes baixos e rasantes, mais perto do chão, e da altura dos cavalos. [São] Takes mais ousados, mas que vão entregar um lado diferente da história. E fazendo o que ele nos pede com qualidade", disse.

Equipamento chega a voar em torno de 50 vezes por gravação
Equipamento chega a voar em torno de 50 vezes por gravação Equipamento chega a voar em torno de 50 vezes por gravação

Para o diretor-geral, as imagens aéreas trazem uma linguagem típica de séries, com uso de efeitos e imagens mais trabalhadas. É diferente das novelas, com cenas que retratam o cotidiano. "[O uso de drone] Dá uma grandiosidade. Já a trilha sonora, fotografia e a paleta de cor ajudam na emoção. É a técnica usada a favor da emoção, o que auxilia a contar a história dos personagens e sair da linguagem de novela", explicou Miranda.

Para realizar as cenas, o piloto de drone também contou que é preciso ter cuidado para não assustar os animais ou comprometer a segurança dos envolvidos no set de gravação.

"Temos que acostumar os animais aos barulhos para fazer certas gravações. Os cavalos são os mais afetados, mas, depois que nós apresentamos o equipamento e fazemos testes, começam a ficar calmos."

Aparelho ganha destaque na série
Aparelho ganha destaque na série Aparelho ganha destaque na série

Cezar ainda analisou a diferença entre realizar superproduções de época e contemporâneas.

"A quantidade de takes em uma trama bíblica envolve um número muito grande de figurantes, atores e animais que nem sempre conseguimos controlar. O número de voos pode passar de 50 por dia. Precisamos ter uma base de carregamento para as baterias do drone e um bom lugar para pouso e decolagem, que não suje a lente e nem faça com que o equipamento seja danificado por poeira e chuva."

Não perca a estreia da próxima temporada de Reis no dia 10 de agosto. Antes disso, fique ligado no resumo das duas primeiras temporadas na tela da Record TV. Os episódios completos da série estão disponíveis em PlayPlus.com.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.