Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Reis

Conheça os segredos por trás da abertura da série Reis

Antes de chegar ao resultado final elogiado pelo público, a equipe de Arte e Criação teve aulas com historiador, fez visitas virtuais a museus e buscou referências arqueológicas

Entrevistas|Juliana Lambert, do site oficial

Juiz Eli (José Rubens Chachá) é um dos personagens na abertura da primeira temporada de Reis
Juiz Eli (José Rubens Chachá) é um dos personagens na abertura da primeira temporada de Reis Juiz Eli (José Rubens Chachá) é um dos personagens na abertura da primeira temporada de Reis

A abertura da primeira temporada da série Reis – A Decepçãotem chamado a atenção do público da Record TV e rendido muitos elogios nas redes sociais. Por trás da perfeita sintonia entre a sequência de imagens e a trilha sonora, há uma equipe incansável e experiente que só pensa em surpreender o telespectador.

“Temos em torno de 60 pessoas no departamento de Arte e Criação, sete dias por semana, 24 horas”, comenta o diretor de Arte e Criação, Julio Balasso.

Antes de começar a colocar a mão na massa, ele revela que há uma reunião gigantesca com diferentes departamentos para determinar os caminhos que serão percorridos.

O gerente de Criação e Arte, Ícaro Felix Gonçalves, destaca o apoio do historiador Rodrigo Silva, que dá uma verdadeira aula para a equipe.

“Quando pegamos, por exemplo, o Tabernáculo (templo sagrado), existem os relatos científicos de como eram as medidas na época e reproduzimos em cima para ter a mesma proporção”, explica.

Eles também fazem visitas virtuais a museus em busca de referências. “A gente tenta ser o mais fiel possível aos relatos científicos. Tem bastante estudo histórico [por trás da abertura]”, reforça Julio.

Samuel, o personagem de Rafael Gevú, é destaque na abertura de Reis
Samuel, o personagem de Rafael Gevú, é destaque na abertura de Reis Samuel, o personagem de Rafael Gevú, é destaque na abertura de Reis

Segundo o diretor, a ideia era mostrar a estrutura da abertura como um tabuleiro e, embora os personagens não tivessem movimentação, o fogo foi o elemento que trouxe energia e remeteu para as batalhas.

“Começamos essa temporada quando o povo de Israel se forma na região de Siló e construímos toda essa estrutura com o mapa que localiza as tribos vizinhas. Nas próximas temporadas, vamos fazer uma evolução”, revela.

Julio completa sobre a escolha musical: “A trilha sonora composta pela [escritora e supervisora de texto de Reis], Cristiane Cardoso, e a MJC [produtora musical] fez toda a diferença”.

“Nós ajustamos o tempo das cenas com as batidas da música e fazemos as transições das cenas para ficar tudo sincronizado. Quando temos o ponto alto da música, é bem a hora que aparece o fogo e a Arca da Aliança [baú sagrado que guardava as tábuas dos dez mandamentos],”, completa Ícaro.

Para gravar com os atores que aparecem na abertura (José Rubens Chachá, Fernando Pavão, Branca Messina, Rafael Gevú, Pâmela Tomé, Daniel Blanco e Eduardo Pelizzari), o trabalho envolveu diretores de fotografia, de cena e de criação no Rio de Janeiro, que acompanharam a captação das imagens durante três dias.

Ana (Branca Messina) e Elcana (Fernando Pavão) também estão na abertura da série
Ana (Branca Messina) e Elcana (Fernando Pavão) também estão na abertura da série Ana (Branca Messina) e Elcana (Fernando Pavão) também estão na abertura da série

A equipe ainda utilizou recursos técnicos, como softwares de última geração e 3D para finalizar as composições e garantir o resultado final que encanta o público.

Assista à abertura de Reis

A sérieReis vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 21h, com exibição dos melhores momentos aos sábados, no mesmo horário.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.