Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Top Chef Brasil 3
Publicidade

“Foi uma experiência surreal”, diz Felipe Salles sobre Top Chef Brasil

Primeiro eliminado na competição gastronômica da Record TV revela o que o reality show acrescentou na sua bagagem

Entrevistas|Juliana Lambert, do site oficial

Felipe Salles comenta sua participação na terceira temporada do Top Chef
Felipe Salles comenta sua participação na terceira temporada do Top Chef Felipe Salles comenta sua participação na terceira temporada do Top Chef

Experiente e divertido, o primeiro eliminado da terceira temporada do reality gastronômico Top Chef Brasil, o mineiro Felipe Salles, de 35 anos, mora há 7 anos na Europa e já cozinhou em países como a França, Irlanda e Portugal (onde mora atualmente).

“Sou mineiro com muito orgulho, comedor de pão de queijo da Canastra e fui para lá [no exterior] atrás do sonho de me tornar um cozinheiro profissional de relevância. Fui para aprender, ensinar, cair e levantar, pois a vida lá fora não é fácil. Mas, jamais esqueci de onde eu vim, porque podemos passar 100 anos fora, mas a gente sempre sabe onde é a nossa casa”.

O chef descreve a sensação de participar do reality da Record TV: “Foi uma experiência surreal e a aventura mais gratificante, pela grandeza da marca Top Chef e tudo que ela representa no mundo da gastronomia”, conta.

Ele destaca a oportunidade de conhecer pessoalmente o apresentador Felipe Bronze: “É um ícone da gastronomia brasileira desde sempre e tem toda sua relevância no cenário mundial, foi a realização de um sonho. Eu ganhei um abraço do Felipe Bronze [risos]”, comenta.

Publicidade

Felipe Salles também se surpreendeu com o jurado Emmanuel Bassoleil: “Por incrível que pareça, eu achava que ele seria chato e me equivoquei. Foi um equívoco legal, ele é muito engraçado e tenta sempre levantar nossa moral, com incentivos no meio do set, ele até dança! E agora ele me segue! Você sabe o que é Emmanuel Bassoleil te seguir nas redes sociais? Merci chef!”, conta.

De volta para casa

Retornar ao Brasil para gravar a terceira temporada do reality foi uma roda-gigante de emoções para Felipe. “Teve o pré-confinamento, depois o confinamento, e eu entrei numa 'bad' de tanto tempo que estava longe e de não ter conseguido ver meus familiares antes de entrar para o pré- confinamento. Mas não é desculpa, foi uma questão de não ter conseguido controlar a minha ansiedade. A gente pensa pouco e mais devagar quando está com outras coisas na cabeça”, desabafa.

Publicidade

De cabeça fria, o participante que considerou sua saída justa logo após o primeiro episódio, continua com o mesmo pensamento. Mas ele ainda fica remoendo a eliminação. “Jamais vou questionar uma decisão de pessoas relevantes do meio gastronômico, mas penso todos os dias e muito. Eu tinha outra proteína na cesta e se eu a usasse com o molho que fiz? Talvez eu continuasse na briga”, revela.

Na bagagem, Felipe Salles garante que só leva lembranças incríveis do Top Chef: “Tanta coisa boa dos bastidores fez com que a gente ficasse mais leve. A produção é sensacional, são pessoas que estão ali de fato para cuidar de você. Estão ali por você, para o projeto e pelo desejo de produzir algo de sucesso”, conta.

Publicidade

Sem poder dar spoiler, o chef avisa que a terceira temporada está imperdível e garante que vai ficar ligadinho na Record TV: “Minha torcida é para o Djalma, que é um moleque da minha região aqui de Minas e é ímpar como pessoa e profissional. Mas tem tanta gente boa dentro da casa, que é tão intensa e a gente se aproxima e gosta de verdade. Tem o Cadu, o Enrique, a Manu Bressani, o Rodrigo, a Gab e o Júlio. Qualquer um deles irá representar muito bem. Mas na verdade, eu curti todo mundo!”, finaliza.

Relembre o momento em que Felipe Salles saiu do reality:

O segundo episódio de Top Chef Brasil vai ao ar nesta sexta (1º), logo após A Fazenda 13

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.