Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Balanço Geral
Publicidade

Casal finge morar na rua para saquear loja sem levantar suspeitas

Bandidos entraram no estabelecimento localizado no Guarujá e fizeram uma limpa nas peças mais caras; entenda o caso

Balanço Geral|Do R7

O casal agiu naturalmente para não chamar atenção
O casal agiu naturalmente para não chamar atenção O casal agiu naturalmente para não chamar atenção (Reprodução/RECORD)

O Balanço Geral acompanha o caso de uma loja saqueada de um jeito inusitado. De forma despretensiosa, os bandidos conseguiram entrar no estabelecimento e fazer uma limpa nas peças mais caras à venda. 

No meio da madrugada, uma loja de roupas no Guarujá, litoral de São Paulo, recebeu uma visita indesejada. De forma sorrateira e inimaginável, um casal conseguiu causar um prejuízo incalculável no empreendimento. 

Fingindo ser moradores de rua, um homem e uma mulher usaram itens característicos de pessoas sem teto para armar um disfarce na frente do local alvo. Duas cobertas, uma bicicleta e um cone de trânsito foram suficientes para a realização de um dos maiores furtos já registrados no litoral paulista. 

Imagens externas do circuito de segurança da loja gravaram toda a ação. Primeiro, o casal chega e se adequa ao espaço, montando uma espécie de cabana aonde iriam, supostamente, dormir. Enquanto o homem se deita, a mulher vai até a rua e busca um cone, ainda sem levantar suspeitas. 

Publicidade

Depois, é possível observar que o homem deitado está, na verdade, violando a porta de ferro com a ajuda de uma ferramenta, danificando o cadeado que tranca a loja. A mulher, então, usa o artefato de trânsito para sustentar a brecha que conseguiram abrir e ela poder entrar rastejando. 

Leia também

Já dentro do estabelecimento, a criminosa não perde tempo. Com a lanterna do próprio celular, ela passeia pelo local escolhendo as roupas que vai levar sem pagar, enquanto o comparsa recebe tudo do lado de fora. 

Publicidade

Em seguida, ela vai até o caixa eletrônico, e revira todas as gavetas. Apesar do alarme disparado continuar tocando durante todo o ato, nenhuma viatura policial foi até o local naquela noite. E após uma hora de permanência na loja, a mulher furtou mais de 500 peças de roupa. 

A equipe do programa foi até o local onde tudo aconteceu, e descobriu as medidas tomadas pelos responsáveis do local. Não apenas devido ao ocorrido, mas para que não se repita, foi fixada uma barra de ferro abaixo do portão que foi violado. 

Publicidade

Rosângela Cristina, a gente da loja, deu um depoimento exclusivo sobre a situação vivida. "É bem difícil para o trabalhador arcar com as consequências", desabafou. Além dela, a vendedora Caroline Oliveria também falou o que pensa: "Não é algo que a gente imaginava". 

Agora, a expectativa da proprietária é que as imagens gravadas ajudem a polícia a identificar os criminosos. Em um momento da gravação, o rosto da mulher que rouba aparece de forma nítida. 

Confira na íntegra:

Acompanhe atualizações de casos como esse no Balanço Geral. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.