Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Balanço Geral
Publicidade

'Foi desesperador', desabafa homem ao encontrar corpo de recém-nascida no lixo

Ao procurar ajuda, o coletor de recicláveis descobriu que as autoridades já estavam no local, mas por outro motivo; entenda o caso 

Balanço Geral|Do R7


O homem revelou que a cabeça da bebê estava coberta de sacos plásticos
O homem revelou que a cabeça da bebê estava coberta de sacos plásticos Reprodução/RECORD

O Balanço Geral acompanha a investigação de um caso que, devido a uma reviravolta, acabou revelando outro. A lixeira de um condomínio em Campinas, no interior de São Paulo, virou cena de crime quando o coletor de recicláveis Sinval Serafim encontrou o corpo de uma bebê recém-nascida em meio a sacolas plásticas. 

Com imagens exclusivas do circuito de segurança local, o programa mostrou o momento de tensão vivido pelo homem. Sinval ainda contou sua versão da ocorrência e deu detalhes de quando encontrou a bebê. "Foi desesperador", desabafou. 

Leia também

Refazendo seu roteiro de trabalho diário, o coletor levou a equipe do programa ao local exato em que foi pego de surpresa. Ele falou que estava separando os descartados como sempre fez, e se deparou com um saco de mercado mais pesado que o normal. Quando abriu, veio o susto: "De repente, me cai uma criança". 

Assim que isso aconteceu, Sinval correu até as viaturas dos bombeiros que já estavam no condomínio, atendendo outra ocorrência. Os agentes se mobilizaram, foram até a lixeira e ainda tentaram reanimar a bebê, mas já era tarde demais.

Publicidade

Horas antes, a família de uma adolescente de 17 anos acionou o socorro relatando que a ela estava sofrendo complicações devido a uma gravidez. A coincidência não passou despercebida e logo a polícia foi chamada. 

Na presença dos guardas, a mãe da jovem confessou que ela entrou em trabalho de parto no banheiro do apartamento, porém, a criança teria nascido morta, então, foi colocada em um saco plástico e jogada na lixeira. 

Publicidade

No mesmo dia, a mulher de 40 anos mandou uma mensagem no grupo do prédio pedindo remédios para cólica e alegou que sua filha estava com muita dor. 

Com isso, a polícia concluiu que a adolescente e sua tentavam se livrar da criança sem levantar suspeitas. Assim, a avó da recém-nascida foi presa por ocultação de cadáver e corrupção menor de idade.

Porém, na delegacia, ela prestou depoimento e garantiu não saber da gravidez. Logo depois, passou por audiência de custódia e o Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu a liberdade provisória, mas a suspeita ainda deve seguir algumas determinações. 

A adolescente segue internada na maternidade da cidade e quando receber alta será levada para a delegacia. Segundo a polícia, a jovem pode responder por infanticídio, ou seja, assassinato de criança pela própria mãe no momento ou logo após o parto. 

Um inquérito foi instalado para melhor investigação da ocorrência e, para as autoridades, a adolescente alegou que engravidou após sofrer um abuso sexual.

Confira na íntegra:

Acompanhe atualizações de notícias como essa no Balanço Geral. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

" gallery_id="660d6f2f1df97bbeb000025c" url_iframe_gallery="recordtv.r7.com/balanco-geral/foi-desesperador-desabafa-homem-ao-encontrar-corpo-de-recem-nascida-no-lixo-03042024"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.