Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Balanço Geral
Publicidade

"Foi um tiro no peito", lamenta viúva de homem morto em briga de bar 

Fuga do suspeito foi impedida por motivo inusitado, e testemunhas gravaram tudo; entenda o caso

Balanço Geral|Do R7

Patrick foi pego de surpresa e acabou pagando com a vida
Patrick foi pego de surpresa e acabou pagando com a vida Patrick foi pego de surpresa e acabou pagando com a vida Reprodução/RECORD

O Balanço Geral mostrou um caso que chocou não apenas a população do Rio de Janeiro, como as autoridades militares de todo o país. 

Em um bar de rua carioca, o mototaxista Patrick da Silva, de 32 anos, foi assassinado a sangue-frio por um tiro fatal. Lucas Maciel Coelho, o suspeito, além de ser filho de um tenente da Polícia Militar, é aluno do curso oficial da Marinha Brasileira. 

Após a suposta discussão entre os dois, o jovem foi até a sua casa, pegou uma arma de fogo do próprio pai, voltou para o local e efetuou os disparos contra o Patrick, que morreu na hora. 

Ao cometer o crime, Lucas tentou fugir rapidamente acelerando o veículo que estava. Porém, não contava com um acidente de trânsito instantâneo, e parou no hospital. 

Publicidade

A equipe do programa conversou com a esposa do homem assassinado. Mesmo ainda em choque, Karen Gonçalves deu detalhes sobre a morte do marido. 

Karen disse que a ficha ainda não caiu para ninguém: "Minha sogra está desolada". Além disso, pediu que as autoridades continuem o trabalho de investigação e que a justiça seja feita. 

Publicidade

Segundo testemunhas, a discussão que levou Patrick à morte tinha como motivo central uma mulher. Algumas pessoas que assistiram tudo de perto gravaram o corpo da vítima já no chão e sem vida. 

A viúva revelou, ainda, como foi o momento em que seu marido morreu: "Foi um tiro no peito". Ela disse, ainda, que um amigo do seu marido estava com ele, e viu um carro se aproximando dos dois.

Publicidade

O veículo parou, Lucas saiu e efetuou os disparos. "Apontou somente para o Patrick e atirou", afirmou. 

Com o acidente que sofreu na fuga, o atirador precisou ser hospitalizado. Ele foi detido sob custódia na unidade de saúde Albert Schweitzer, em Realengo (RJ). Quando recebeu alta, Lucas foi encaminhado para a delegacia. 

Agora, o jovem vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil. 

Confira na íntegra:

Acompanhe casos intrigantes como esse no Balanço Geral. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.