Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Balanço Geral
Publicidade

Homem é morto por maço de cigarro no interior de São Paulo

Segundo Boletim de Ocorrência, o criminoso foi até sua casa, na cidade vizinha, para buscar uma arma e matar o trabalhador

Balanço Geral|Do R7

Reginaldo da Cunha é preso por matar Sidnei Lima, em Registro, interior de São Paulo
Reginaldo da Cunha é preso por matar Sidnei Lima, em Registro, interior de São Paulo Reginaldo da Cunha é preso por matar Sidnei Lima, em Registro, interior de São Paulo (Reprodução/RECORD)

Sidnei Lima dos Santos, de 37 anos, foi morto após uma discussão na porta de seu estabelecimento, em Registro, no interior de São Paulo. O Balanço Geral trouxe mais detalhes sobre a briga, que começou após o comerciante falar que só vendia a unidade do cigarro, e não o maço, como desejava o cliente, Reginaldo da Cunha. 

Segundo o relato do irmão da vítima, Kainã Lima, o cliente começou a jogar cerveja dentro da loja de Sidnei. A discussão permaneceu por um tempo, mas quando terminou, um dos envolvidos ameaçou o comerciante. "Ele falou: 'Vou sentar o aço em você. Vou te matar'", relatou Kainã.

Leia também

No entanto, familiares e o próprio Sidnei não acreditaram que o homem cumpriria com o que havia dito no término da briga. Conforme o Boletim de Ocorrência, o suspeito teria percorrido 30 quilômetros até a sua casa, em Pariquera-Açu, para buscar uma arma de fogo. 

Testemunhas disseram que Reginaldo vigiava os passos de Sidnei. Quando o trabalhador saiu de seu estabelecimento, o criminoso seguiu o carro do comerciante, até conseguir emparelhar os dois veículos.

Publicidade

Nesse momento, Reginaldo atirou em Sidnei com a sua espingarda e fugiu do local. O comerciante, mesmo ferido, ainda conseguiu dirigir até um posto policial e explicar o que tinha acontecido. Porém, quando chegou ao hospital, não resistiu aos ferimentos e morreu. 

Assista ao vídeo: 

Publicidade

"Eu acho que tem outra coisa por trás, que a polícia tem que ver essa situação, não só como uma briga banal, por causa de um cigarro", disse Kainã, irmão da vítima. 

O Balanço Geral vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Veja também: "Dei minha vida pela dela", diz mãe ao impedir feminicídio da filha

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.