Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Balanço Geral
Publicidade

Morte misteriosa tem reviravolta após criança contar o que viu 

Isaías matou Maria e, ao tentar encobrir o crime, o filho do casal contou a verdade para as autoridades de Limeira (SP); entenda o caso

Balanço Geral|Do R7

Maria sofria violência doméstica e seu filho era a principal testemunha
Maria sofria violência doméstica e seu filho era a principal testemunha Maria sofria violência doméstica e seu filho era a principal testemunha

O Balanço Geral mostrou as contradições do caso de Maria Helena Ferreira Duarte, de 31 anos. A mulher teria se suicidado na casa onde vivia com sua família, em Limeira (SP), de acordo com a primeira versão do marido, Isaías Soares Bento, de 32 anos. 

Maria estaria sofrendo de depressão e, ao tentar tirar a própria vida, precisou ir ao hospital, onde já chegou inconsciente e não resistiu. Ela chegou acompanhada por Isaías, que estava desesperado por ajuda. Médicos e enfermeiros suspeitaram dos relatos, e acionaram a polícia para investigar. 

Apesar do relato comovente de Isaías, o que mais chamou a atenção das autoridades, na verdade, foi como ele tentou montar a cena do crime. O homem, secretamente violento, estava certo da impunidade e disposto a enganar a polícia.

O pai de família contou que dormiu e, durante a madrugada, acordou com um barulho. Quando foi checar o que tinha acontecido, se deparou com a sua mulher caída na sala, desacordada e com um corte na cabeça.

Publicidade

Assustado, pediu ajuda aos vizinhos, que chamaram uma ambulância. A mulher, então, foi levada ao hospital. Após passar mais de uma semana internada em estado grave, a luta pela vida de Maria Helena chegou ao fim.

Isaías, aliviado, até pensou que a história acabaria assim. Porém, não contava com uma reviravolta surpreendente: o depoimento do seu próprio filho. 

Publicidade

A criança, de 6 anos, foi a principal testemunha e contou tudo o que viu. Desmentindo o criminoso, o garoto relatou que o pai agrediu a mãe até a morte, batendo a cabeça dela na parede. 

Desde o início, as equipes do 3º Distrito Policial de Limeira trabalhavam em silêncio. Isaías era tratado como o principal suspeito, mas nem imaginava.

Publicidade

Os detalhes da perícia e relatos das testemunhas foram essenciais para que a polícia concluísse que Maria foi, na verdade, vítima de um feminicídio. 

Além de não haver evidências de tentativa de suicídio no local onde tudo aconteceu, foi descoberto que, no dia em que morreu, a vítima tinha feito relatos de violência doméstica para sua cunhada, em sua última conversa.

As autoridades determinaram a prisão de Isaías, que já se encontra atrás das grades. 

Acompanhe descobertas de casos intrigantes como esse no Balanço Geral. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.