Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Canta Comigo 6
Publicidade

Augusto e Atílio adiantam os planos da dupla sertaneja: ‘O sonho não acaba nunca’

Estreantes no painel de especialistas do Canta Comigo, os irmãos seguem uma linha moderna, mas não abrem mão da fidelidade às origens

Entrevistas|João Pedro Gadelha*, do site oficial


Criativos e originais, os cantores conquistam o público tanto nos palcos quanto nas redes sociais Divulgação/Augusto e Atílio

Composto pelos mais diversos tipos de talentos e especialistas da música, o painel de jurados do Canta Comigo se renova a cada temporada. Do pop ao samba, a variedade de estilos que compõe a bancada dos 100 avaliadores também é refletida nas apresentações que julgam. Muito aclamado e cada vez mais consolidado no Brasil, um gênero bem representado no reality musical da RECORD é o bom e velho sertanejo. Carregando essa bandeira, a dupla Augusto e Atílio entrou para a família do programa, na sexta e atual temporada.

Há 15 anos fazendo história com o microfone na mão e o chapéu na cabeça, os irmãos conversaram com o site oficial e contaram detalhes da carreira, que começou ainda na infância. Além disso, os cantores falaram tudo sobre a experiência inovadora de avaliar os competidores do reality, representando a cultura que os fez ser o que são hoje. Sobre a origem dos dois, Atílio explicou: “O nosso pai tinha uma dupla [sertaneja], que era Atílio e Santana, então [o gênero] está no sangue. Meu irmão começou a cantar e tocar sozinho aos 6 anos, depois, a [nossa] dupla se formou em 2008. E estamos na luta até hoje”.

Leia também

Apesar de fazerem parte de um sertanejo moderno e em constante renovação, a dupla se mantém, também, fiel às origens. Os irmãos contaram que, além da influência do pai, cresceram ouvindo grandes nomes do sertanejo brasileiro. Por isso, as inovações no estilo musical não os impedem de manter vivas as referências musicais que têm como base. Sobre o que torna a dupla ainda mais original, Augusto contou: “A gente costuma fazer esse sertanejo que fala mais de roça, é mais bruto. Só que a gente traz a viola também, nos shows, sempre se renovando e animando [o público]”. Não à toa, são apelidados de ‘Us Brutus’.

Colecionando ensinamentos ao longo da trajetória, os irmãos refletem nos palcos tudo o que aprenderam em casa. Quando se trata de maior inspiração, é um consenso entre os dois: “O nosso pai”. Ainda em relação às referências da carreira, Augusto completou: “Na nossa família, há muitos músicos, não tinha como sair [do gênero]. A gente sempre gostou de ouvir e ouve demais até hoje. Então, para a gente, é uma honra muito grande levar essa bandeira do sertanejo”.

Publicidade

Voz, violão e muito mais

Com muita experiência nos palcos, os artistas acumulam aprendizados que vão muito além das cordas do violão. Por isso, eles acabam sendo, também, ótimos conselheiros para quem está disposto calçar a bota e enfrentar o rodeio do mercado musical brasileiro. Para ambos, uma condição é primordial: “O negócio é ter diferencial”, garantiu Augusto. Em seguida, continuou: “Evitar imitar algum outro artista e nunca desistir, porque não é fácil”. Já Atílio, não apenas concordou como completou: “[É importante ter] uma voz, um timbre e uma música diferente. Assim, a galera já te marca”.

Além dos mais de 260 mil ouvintes mensais que acumulam nas plataformas digitais, ‘Us Brutus’ também conquistam os internautas pelas interações que têm com o público no perfil oficial da dupla. Sempre em contato com os fãs, os irmãos utilizam bastante as redes sociais tanto para divulgar músicas como para entregar boas doses de humor aos seguidores, sempre compartilhando brincadeiras do cotidiano. Sobre a importância disso para o crescimento da carreira, Augusto opinou: “Hoje, o artista tem que ser completo, não é só cantar. Tem que saber lidar com o público, trazer para perto. Além da voz, a galera também gosta de carisma, humildade e ver o dia a dia do artista”.

Publicidade

Aprendizados da vaquejada

Julgar os competidores que passam pelo palco do Canta Comigo não é para qualquer um. Mas, quem cresceu ouvindo ‘modão’ em botecos ‘raiz’ conta com uma experiência diferenciada para avaliar uma cantoria. Sobre integrar o painel de jurados pela primeira vez, Atílio desabafou: “Perfeito demais, porque é uma oportunidade imensa. Acho que não só para a gente, mas para todo mundo que está lá. Pela visibilidade, também, que o programa dá. A gente passa na rua, o pessoal reconhece e isso é lindo. E fora a oportunidade de estar com todo mundo lá e aprender, porque ali são mais 98 jurados e o Rodrigo Faro. Foi ‘top’ demais para a gente”.

Acrescentando à fala do irmão, Augusto falou: “Fora os artistas que passam ali no palco. A galera é muito boa, tem muito talento. Então, foi uma experiência única e muito legal para a gente”. Mostrando, assim, que todos crescem juntos à medida que trocam aprendizados.

Publicidade

‘Brutos’ da melhor forma

Apesar de ser novidade para eles, os cantores já estão craques nos julgamentos e, sobre os critérios de avaliação, Atílio revelou: “O que levei muito em consideração foi o sonho. Porque, assim como eu e meu irmão temos um, quem está ali [no palco] também tem. Eu relevei algumas coisas das apresentações. Procurei saber da história da pessoa, da família. Porque a maioria [dos competidores] fala de família também e a gente leva isso muito em conta”.

Provando que estão sempre em sincronia, Augusto afirmou: “Para mim, foi mais a história de cada um mesmo. Prestei bastante atenção, todo mundo ali é muito guerreiro e lutador. Então, eu não avaliei só o cantar”. Porém, quando se trata de apresentações de sertanejo, o gênero que dominam, os irmãos não deixavam barato. “[A avaliação] acaba sendo mais rigorosa”, brincou Augusto, que logo foi complementado por Atílio: “É o mesmo ramo [musical], mas a gente não deixava de avaliar o todo também”.

No caminho da roça

Daqui para frente, então, a caminhada dos irmãos promete muita prosperidade. Além da final do Canta Comigo 6, a dupla deu spoiler de planos para a carreira, aumentando ainda mais os ânimos dos fãs. “Podem esperar muita surpresa ainda, porque cada dia ali é uma surpresa” contaram, sobre os próximos episódios do reality. Augusto ainda aproveitou para relembrar as gravações e comentou: “Às vezes, você não está esperando e, do nada, levantam os 100 [jurados] e emociona todo mundo, é inacreditável”. Atílio não perdeu tempo e confessou: “Todo mundo torce para dar 100 [pontos]”.

Já sobre os projetos futuros no mundo da música, os irmãos falaram sobre o mais recente lançamento, a versão sertaneja do hit Sozinho, de Caetano Veloso. A dupla contou que, pela boa aceitação do público na nova roupagem da canção popular, esse projeto é promissor. Além disso, Augusto finalizou comum gostinho do que ainda está por vir: “Tem muita coisa para lançar no nosso DVD ainda. Bastante faixa, muita música boa e lançamento. E logo, logo tem gravação também. O sonho não acaba nunca.”

Sob comando de Rodrigo Faro, a nova temporada de Canta Comigo vai ao ar aos domingos, às 18h, na tela da RECORD.

* Estagiário sob supervisão de Juliana Lambert

Confira também!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.