Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cidade Alerta
Publicidade

Briga por herança: homem se revolta com divisão de bens e esfaqueia familiares  

Suspeito atacou a sobrinha e o cunhado em Patos de Minas (MG); mulher de 48 anos não resistiu aos ferimentos e morreu 

Cidade Alerta|Do R7

A família foi surpreendida por um ataque de raiva
A família foi surpreendida por um ataque de raiva A família foi surpreendida por um ataque de raiva (Reprodução/RECORD)

O Cidade Alerta foi até Patos de Minas (MG) para acompanhar o caso de uma briga por herança que terminou em tragédia. Um homem esfaqueou a sobrinha e o cunhado após se revoltar por não ser incluído na divisão de bens. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu. 

Ao atender a uma ocorrência domiciliar, a polícia local se deparou com uma cena brutal. No chão e já sem vida, estava Maria Caixeta, de 48 anos. Também ferido, Lindolfo Caixeta, de 82 anos, pai da mulher, foi socorrido e levado para o hospital regional em estado grave. 

Nas investigações, as autoridades descobriram que o assassino fazia parte da mesma família das vítimas. Por não aceitar a divisão de bens, após a recente morte da irmã dele, Paulo José da Silva atacou os familiares. 

Leia também

O idoso esfaqueado era casado há mais de 40 anos com a irmã do criminoso. Em depoimento à Polícia Civil, Lindolfo contou que, dias antes do ocorrido, Paulo foi até a casa do casal e tentou convencer a mulher a assinar documentos que passavam parte da herança dela para ele. Porém, ela recusou, e a partir daí os desentendimentos começaram. 

Publicidade

Segundo Luís Mauro, delegado do caso, o agressor atacou Maria com duas facadas e só depois partiu para cima de Lindolfo, que tentou se defender. O agente da polícia pediu a prisão preventiva do homem, que já está atrás das grades. Paulo deve responder por homicídio triplamente qualificado. 

O profissional disse, ainda, que exite uma linha de investigação que apura melhor os detalhes do crime. Agora, a equipe trabalha para dar continuidade ao processo. Além disso, Mauro revelou que outros depoimentos ainda serão colhidos. 

Publicidade

Confira na íntegra:

Acompanhe atualizações de casos como esse no Cidade Alerta. O programa vai ao ar de segunda a sexta, a partir das 16h45. E aos sábados, a partir das 17h, na tela da RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.