Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cidade Alerta
Publicidade

"Desde os meus 15 anos ele abusa de mim", desabafa jovem vítima de padrasto

Homem foi preso suspeito de violentar três mulheres da mesma família ao longo de 12 anos

Cidade Alerta|Do R7


Suspeito de abusar as enteadas teria praticado crimes ao longo de 12 anos
Suspeito de abusar as enteadas teria praticado crimes ao longo de 12 anos Reprodução/RECORD

O Cidade Alerta acompanha o caso de José, 64 anos, suspeito de abusar de três mulheres da mesma família, suas enteadas, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo. O crime foi cometido quando as vítimas ainda eram crianças e adolescentes. Os abusos foram praticados ao longo de 12 anos.

A equipe da RECORD conversou com duas vítimas de José. As jovens, que preferiram não ser identificadas, são irmãs. Atualmente, a mais velha tem 28 anos e uma filha de 11, e a do meio tem 20 e um filho de 6, ambos frutos do suposto abuso praticado pelo idoso.

Leia também

A irmã mais velha e primeira vítima contou que guardou esse segredo por muito tempo. Os abusos iniciaram na época em que a jovem cuidava dos filhos dele com outra mulher. Eles foram vizinhos antes do agressor se casar com a mãe das meninas.

“Desde os meus 15 anos ele abusa de mim. Durante esse tempo, eu guardei esse segredo e não contei para ninguém”, relatou. A jovem chegou a fugir de casa ao conhecer seu atual marido, a fim de cessar os abusos. “Eu tinha medo de ser julgada e da minha família falar que eu era culpada”, completou.

Publicidade

Em seguida, o agressor se envolveu com a matriarca da família e passou a abusar das irmãs mais novas. Até pouco tempo atrás, todas elas mantiveram o crime em segredo. A irmã do meio contou após ter seu primeiro filho, porque, segundo a vítima, José passou a ameaçá-la. Ela sofria com os abusos desde os 10 anos.

“Eu era uma criança e não sabia de nada. Os abusos aconteciam quando ele saia para trabalhar e me chamava para ir junto. Ele falava que se eu contasse para alguém, ninguém ia acreditar numa criança”, disse a jovem.

Publicidade

José foi preso na casa dele, enquanto dormia no mesmo quarto que a enteada mais nova, de apenas 12 anos. A Polícia Civil ainda investiga se a adolescente também foi vítima do padrasto.

O suspeito negou todas as acusações. José passou por exame de corpo de delito e irá passar por uma audiência de custódia, onde sua prisão temporária pode ser convertida em preventiva.

Publicidade

Assista ao vídeo completo:

O Cidade Alerta vai ao ar de segunda a sexta, às 16h50, e aos sábados, 17h, na tela da RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.