Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cidade Alerta
Publicidade

"Ele não tinha medo de nada", conta vítima de homem invadiu escola armado 

Helson Pieroni, de 64 anos, invadiu armado uma escola em busca da sua ex-namorada; entenda o caso

Cidade Alerta|Do R7

Helson já era procurado por violência doméstica
Helson já era procurado por violência doméstica Helson já era procurado por violência doméstica

O Cidade Alerta documentou um atentado que aconteceu em Campo Grande, bairro do Rio de Janeiro. Helson Pieroni Soares Paes, de 64 anos, invadiu uma escola armado em busca da sua ex-companheira, de 42 anos, que trabalhava no local. 

A mulher trabalha como motorista do transporte de crianças da escola. Devido ao histórico violento de Helson, ela já tinha uma medida protetiva contra ele, e estavam separados há cerca de três meses. O idoso não conseguiu chegar até a mulher, e só desistiu da perseguição quando percebeu a chagada de uma viatura policial.

Segundo o delegado Álvaro Gomes, ao ser dado a voz de prisão para o idoso, ele não reagiu e nem se mostrou surpreso. "Por estar foragido, já sabia que estava sendo procurado", alegou. Além disso, ele garante que o crime foi premeditado, devido ao ato do agressor de se armar para procurar a vítima. 

A Justiça decidiu pela prisão preventiva de Helson, que vai responder ao julgamento atrás das grades. Um alívio para a vítima, que precisou abandonar seu emprego, e vive escondida desde a tentativa de feminicídio.

Publicidade

Em entrevista exclusiva ao Cidade Alerta, a mulher perseguida preferiu não se identificar, mas contou como está se sentindo depois de tudo. "Esses dias foram difíceis, estou distante das pessoas que eu gosto. Mas, na esperança de que agora, com o julgamento, a justiça seja feita", desabafou. 

Ela também contou que Helson correu atrás dela dentro da escola, em meio a crianças e funcionários. "Para mim ficou nítido que ele não tinha medo de nada", enfatizou.

Publicidade

Concluiu confessando que só vai se sentir realmente segura após a prisão definitiva do agressor: "Eu dependo do julgamento para definir como vou seguir minha vida". 

Acompanhe casos intrigantes como esse no Cidade Alerta. O programa vai ao ar de segunda a sexta, a partir das 16h45. E aos sábados, a partir das 17h, na tela da RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.