Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cidade Alerta
Publicidade

"Psicopata", afirma Marcola sobre o antigo aliado de facção 

Guerra na cúpula do PCC pode gerar um racha entre criminosos; entenda

Cidade Alerta|Do R7

Ex-aliados no mundo do crime podem ser responsáveis por quebra de aliança da maior facção do país
Ex-aliados no mundo do crime podem ser responsáveis por quebra de aliança da maior facção do país Ex-aliados no mundo do crime podem ser responsáveis por quebra de aliança da maior facção do país (Reprodução/RECORD)

Um diálogo entre Marco Willian Herbas Camacho, o Marcola, com policiais penais teria despertado em Roberto Soriano, o Tiriça, número dois na hierarquia da facção, o desejo de trocar as lideranças do mundo do crime. O Cidade Alerta mostrou com exclusividade o áudio que revoltou o melhor amigo do líder do PCC.

"Eu não vou dizer para o senhor que sou um cara bonzinho. Eu sou um cara perigoso, de verdade, mas não no sentido que vocês imaginam. O senhor sabe qual é o meu perigo. Eu não tenho aversão a funcionário, eu não sou mal-educado, mas eu poderia me tornar um psicopata desses igual o Soriano [Tiriça] fez, poderia fazer isso também", disso Marcola. 

Leia também

Tiriça teria se irritado com ex-aliado após o áudio ser usado em seu julgamento. A declaração do líder do PCC resultou em um aumento na pena. Agora, Tiriça teria jurado Marcola de morte e deseja uma troca nas lideranças da facção.

A briga dos aliados começou quando os presos da facção consideravam que estavam sendo prejudicados e sofrendo opressão do estado. Na época, muitos detentos deixaram de ter a visita íntima e também tiveram o direito de ver seus advogados suspenso. Com a intenção de dar uma resposta, Tiriça ordenou a morte de Melissa, psicóloga que trabalhava no local.

Publicidade

A ação contra a mulher não teria agradado o chefão. O lema do criminoso, segundo o próprio Marcola, era ganhar dinheiro, não tirar vida, posicionamento totalmente oposto ao então aliado.

Confira mais detalhes na reportagem:

O Cidade Alerta vai ao ar de segunda a sexta, às 16h50, e aos sábados, 17h, na tela da RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.