Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Doc Investigação
Publicidade

Exclusivo: Doc Investigação mostra cativeiro em que Champinha manteve Liana Friedenbach

No episódio desta segunda (18), o público acompanha, na tela da RECORD, detalhes de um dos crimes mais brutais já ocorridos no Brasil

Doc Investigação|Do R7

Doc Investigação traz detalhes do assassinato de Liana e Felipe, em 2003
Doc Investigação traz detalhes do assassinato de Liana e Felipe, em 2003 Doc Investigação traz detalhes do assassinato de Liana e Felipe, em 2003 (Divulgação/RECORD)

Mais um episódio do Doc Investigação vai ao ar nesta segunda-feira (18), na tela da RECORD. Desta vez, o grande caso abordado na série true crime será o brutal assassinato do jovem casal, Liana Friedenbach e Felipe Caffé, cometido pelo então menor Champinha (na época com 16 anos), em novembro de 2003. 

Pouco mais de 20 anos depois do crime, que ficou conhecido como Caso Champinha, a equipe do Doc Investigação volta à região onde tudo aconteceu, em Embu-Guaçu (SP), e refaz os passos dos adolescentes e os trajetos do bandido. A repórter Thais Furlan, acompanhada por um guia local, consegue chegar ao cativeiro em que Champinha manteve Liana presa, antes de acabar com a vida da menina.

“Nenhuma equipe de jornalismo esteve aqui antes, nem a polícia”, diz Arnaldo Candide, guia e morador da área, enquanto acompanha Thais por uma trilha fechada, com muitos obstáculos, até chegar ao ponto onde o psicopata se escondia.

Champinha e seu comparsa, Pernambuco, renderam Liana e o namorado dela, Felipe Caffé, durante um fim de semana em que os dois acampavam na região. Felipe foi baleado e morto por Pernambuco no dia seguinte ao sequestro. Liana sofreu com as atrocidades de Champinha e seus comparsas por mais tempo.

Publicidade

“Ele (Champinha) foi muito cruel. Além de espancar, morder, ele estuprou Liana várias vezes ao dia. E ele pegava os comparsas e fazia-os estuprar Liana na frente dele. Chegou em um ponto de ser tantas vezes estuprada que ela falou: ‘não aguento mais, me mate, por favor’,” conta a psiquiatra forense Hilda Morana, que conviveu com Champinha na Fundação Casa.

Três dias após o sequestro, Champinha assassinou Liana com dezenas de golpes de facão. A equipe do Doc Investigação também encontra com os pais de Liana e Felipe, duas décadas após o crime que chocou o Brasil. Thais Furlan tem conversas emocionantes com Ari Friendenbach e Reinaldo Caffé. 

O novo episódio do Doc Investigação vai ao ar nesta segunda (18), a partir das 22h45, na RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.