Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Fala Brasileiro
Publicidade

Estudo aponta que 88% dos brasileiros apoiam leis mais rígidas para proprietários de raças de cães agressivos

Pesquisa do Instituto Real Time Big Data também revela que 71% dos entrevistados concordam que o comportamento agressivo do animal é influenciado pelo tutor

Fala Brasileiro|Do R7

31% dos brasileiros acreditam que a proibição de certas raças resolveria o problema da agressividade canina (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Quem nunca se apavorou ao ver um cão feroz sem proteção? Três em cada dez brasileiros acreditam que a proibição de certas raças resolveria o problema da agressividade canina, é o aponta a pesquisa realizada pelo Instituto Real Time Big Data, nos dias 16 e 17 de abril, para o quadro Fala Brasileiro da RECORD.

Os dados mostram que 88% dos entrevistados apoiam leis mais rígidas para proprietários de pets que possam oferecer alguma ameaça a outrem. Já 71% concordam que o comportamento agressivo do animal é influenciado pelo treinamento fornecido pelo dono, enquanto 77% acreditam que algumas espécies têm uma propensão natural para serem mais agressivas do que outras.

Além disso, 65% acreditam que cães como o Pitbull não deveriam ser permitidas como animais de estimação. No entanto, 92% nunca tiveram experiências pessoais negativas com cachorros considerados agressivos.

Confira no infográfico a seguir outros dados do estudo:

Veja os dados do estudo feito pelo Instituto Real Time Big Data (Arte R7)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.