Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Hoje em dia
Publicidade

Franciely Freduzeski abre o coração sobre fibromialgia: ‘Completamente incapacitante’

A doença silenciosa atinge cerca de sete milhões de brasileiros e crises que duram, no mínimo, 6 meses; saiba mais detalhes da enfermidade

Hoje em Dia|Do R7

Fibromialgia: conheça a doença que atinge sete milhões de brasileiros (Reprodução/RECORD)

A fibromialgia uma doença crônica que atinge cerca de 7 milhões de brasileiros, que se tornam reféns de dores incessantes por todo o corpo e atacam em crises que duram, no mínimo, 6 meses. Mulheres entre 30 e 50 anos são as principais vítimas desse inimigo silencioso. O Hoje em Dia conversou com a atriz Franciely Freduzeski, que viveu mais de quatro anos nesse pesadelo, até receber um diagnóstico e resgatar o prazer de viver com novos hábitos.

Atividades simples do dia a dia começaram a ficar complicadas para atriz. “Sentia muita dor de cabeça, dor no meu trapézio, nos meus ombros, minhas pernas, na planta do pé. Não conseguia nem varrer uma casa”, disse.

Aos 40 anos, Franciely viu a vida parar. “Tudo mudou, tive que parar tudo, porque não dava para fazer com dor, é uma doença completamente incapacitante e você vê sua vida indo embora”, contou.

Ela passou mais de quatro anos buscando ajuda. Segundo a atriz, as idas ao hospital eram quase diárias, fez os mais diversos tipos de exames e passou por 27 médicos. Os medicamentos para dor não funcionavam e, como se nada disso bastasse, ela ainda tinha que enfrentar o julgamento de quem não entendia uma doença invisível com desafios reais.

Publicidade

O sofrimento só começou a diminuir em 2022, em mais uma tentativa com neurologista. Na consulta, Franciely teve a resposta para o que estava sentindo e foi diagnosticada com fibromialgia. A doença pode ser desencadeada por fatores emocionais, como o estresse e a depressão

Segundo o reumatologista Henrique Dalmolini, além do fator emocional, há outros que também podem desencadear, como uma bursite ou tendinite. A dor no corpo inteiro é o sintoma mais comum, mas é importante ficar atento aos outros sinais da doença que afeta mais mulheres com idade entre 30 e 50 anos

Publicidade

“Cansaço, fadiga, alterações do sono e outros sintomas, por exemplo, esquecimento, quando a gente começa a falar uma frase, não lembra mais o que tem na frase ou, por exemplo, esquece muito a panela em cima do fogão aceso”, disse o médico.

Para a fibromialgia, não existe cura, mas, tratando da forma correta, é possível ter qualidade de vida. A cantora Lady Gaga, o ator Morgan Freeman e a atriz brasileira Dani Valente, são famosos que convivem com a doença. Franciely sabe que terá que lidar com a enfermidade para sempre, mas, para que ela fique controlada, a atriz conta com uma equipe multidisciplinar de saúde e relatou que mudou seu estilo de vida.

Publicidade

Essa virada de chave é exatamente o que o especialista alertou para evitar que as crises aconteçam. A vida que, segundo Franciely, estava indo embora, voltou com força em uma luta constante, mas cheia de garra. “Minha autoestima voltou, voltei a ter segurança em viajar, hoje sinto que eu sou capaz de qualquer coisa. E a vida continua”, disse a atriz.

Confira na íntegra:

O Hoje em Dia vai ao ar de segunda a sexta, às 10h, na tela da RECORD.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.