Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Record - Acesse o Portal de Notícias da Rede de Televisão
Publicidade

Márcio Canuto chora em entrevista a Cosme Rímoli e revela: "Era até tímido"

Conhecido pelo seu jeito alegre e descontraído à frente das câmeras, repórter se emocionou ao falar da família 

Record TV|Do R7

Muito humor e sabedoria são características marcantes do repórter
Muito humor e sabedoria são características marcantes do repórter Muito humor e sabedoria são características marcantes do repórter (Divulgação/Canal Cosme Rímoli)

O irreverente repórter Márcio Canuto é o convidado, desta terça-feira (30), no Canal do Cosme Rímoli, no YouTube. A entrevista completa, que já está disponível na plataforma digital, teve muitas risadas e histórias do passado, além de choro do convidado, que se emocionou quando falou de sua família.

Integrante do time de repórteres da RECORD, nas transmissões do Campeonato Paulista, Márcio Canuto mostra, direto das arquibancadas, o clima das torcidas e interage muito com os torcedores, sempre com muita alegria. “Eu acho que o povo gosta de se ver na televisão, o povo se vê representado. Então, qual é meu objetivo aqui na RECORD? Descobrir personagens. O trabalho que eu faço com o maior entusiasmo, com um ambiente maravilhoso aqui que eu tenho trabalhado”.

Entretanto, Canuto revelou a Cosme Rímoli que se considerava uma pessoa acanhada e que teve que superar essa questão. “Eu era até tímido, eu acho. Mas sempre fui um cara de romper barreiras, muito atirado, muito ousado, muito determinado e com muita energia”. 

Falando de sua família, emocionado, Canuto disse: "Um certo dia, me fiz uma pergunta: será que dei a devida atenção ao meu filho? Depois pensei se meu filho seria o que é hoje se eu não tivesse feito todo o sacrifício? Ele estudou na melhor escola, ele foi fazer estágio nos Estados Unidos, porque o pai trabalhou para que fosse isso possível. Ou seja, a gente asfalta o caminho dos filhos. Então acho que isso compensa minha alma, compensa minha consciência".

Publicidade

Estar no meio da galera, com descontração, é a marca registrada dele, que revelou que gosta do improviso de transmissões ao vivo e que já levou até mordida na multidão. “Muita gente, por questão de prudência - não reclamo e nem critico - gosta de mostrar a multidão e torcida em cima do tablado. Eu não. Eu gosto da energia do povo. Gosto de estar no meio da confusão, do empurra-empurra. É o fantástico, é o inesperado, é o povo!". 

Confira o bate-papo completo:

Acompanhe o Campeonato Paulista 2024 na tela da RECORD, e pelas plataformas digitais R7.com e PlayPlus

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.