Logo R7.com
Logo do PlayPlus
NDTV
Publicidade

Seminário da Cidade de São José 2050, em Santa Catarina, traça o futuro para os próximos 26 anos

Apresentação destaca a importância e os participantes envolvidos no debate

NDTV Santa Catarina|RECORD EMISSORAS

(Divulgação NDTV)

O futuro de São José já começou a ser desenhado! Ontem (18/03), a cidade sediou o seminário São José 2050, um evento idealizado pela NDTV | RECORD e realizado na sede da Aemflo/CDL de São José. O encontro reuniu autoridades, especialistas, empresários e a comunidade para discutir o futuro da cidade e traçar os caminhos para um futuro próspero e sustentável até 2050, quando São José completará 300 anos.

Debatendo o futuro com visão e ousadia

O seminário foi aberto com uma palestra inspiradora de Luiz Candreva, renomado futurista brasileiro. Em sua apresentação, Candreva destacou a importância de se planejar para o futuro e navegar no "processo do caos", aprendendo a tirar proveito das turbulências para gerar inovação e transformação.

Após a palestra de Candreva, o evento seguiu com painéis que abordaram diferentes temas relacionados ao futuro de São José. O prefeito Orvino Coelho de Ávila ressaltou as ações da administração municipal para modernizar a cidade e melhorar a qualidade de vida da população.

Publicidade

O vice-prefeito Michel Schlemper destacou a importância da parceria entre o setor público e privado para o desenvolvimento da cidade. Neri dos Santos, curador do projeto São José 2050 e professor da UFSC, apresentou a visão de São José como uma cidade CHIS (Cidades Humanas, Inteligentes e Sustentáveis).

Moradia para todos: A projeção de crescimento populacional para 370 mil habitantes até 2050 exige soluções para garantir moradia digna para todos os josefenses. O urbanista Ângelo Arruda, convidado para assumir a assessoria técnica da Susp (Secretaria de Urbanismo e Serviços Públicos) de São José, enfatizou a importância de um planejamento urbano estratégico que responda a essa demanda.

Publicidade

Mobilidade interligada: A integração do transporte público entre São José, Biguaçu, Florianópolis e Palhoça é fundamental para facilitar a vida dos moradores. O ex-prefeito de Curitiba, Cássio Taniguchi, defendeu a criação de um sistema metropolitano eficiente e interligado, combatendo a necessidade de integrações que oneram os usuários.

Preservação do patrimônio: O Centro Histórico de São José, com o Theatro Adolpho Mello, um dos mais antigos do Brasil, precisa ser revitalizado e preservado. Taniguchi também destacou a importância de mecanismos de incentivo à revitalização, como a cobrança de outorga.

Publicidade

Obras simples com grande impacto: A Prefeitura de São José investe em obras de mobilidade urbana que impactam positivamente a vida das pessoas. O Secretário de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Pedro Paulo Duarte da Silva, apresentou exemplos como a rótula de Potecas, Forquilhas e Forquilhinhas e o Contorno Viário Municipal, que eliminou um contorno de 6 km.

Visão de futuro: O prefeito Orvino Coelho de Ávila destacou a importância da participação da comunidade na construção do futuro da cidade. O seminário traçou cenários prospectivos para o futuro de São José, projetando um crescimento sustentável e inclusivo.

O seminário São José 2050 foi um marco na história da cidade. O evento reuniu diferentes visões e perspectivas sobre o futuro, e serviu como ponto de partida para a construção de um futuro próspero e sustentável para todos os josefenses.

(Divulgação NDTV)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.