Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Reis

Angelo Coimbra detalha gravação da morte de Benaia em Reis — A Sucessão

Comandante do exército de Israel foi assassinado por Rezom (Nando Rodrigues) após uma luta pelas ruas da cidade

Entrevistas|Gabriel Alberto, do site oficial

Angelo Coimbra detalha gravação da morte de Benaia
Angelo Coimbra detalha gravação da morte de Benaia Angelo Coimbra detalha gravação da morte de Benaia

Um confronto pelas ruas de Jerusalém marcou a despedida de Benaia (Angelo Coimbra) em Reis — A Sucessão. Querido pelo público, o comandante do exército de Israel foi morto por Rezom (Nando Rodrigues) em mais um embate entre eles. Nos bastidores, Angelo Coimbra conversou com o site oficial e contou como foi gravar a sequência, além de se despedir da superprodução. 

Rivais, Benaia e Rezom já tinham se enfrentado antes por causa de Abisague (Barbara França). Ao avistar o mercenário em Jerusalém, o guerreiro o perseguiu até um beco, onde se deu o confronto final. 

Apesar de as gravações serem feitas fora de ordem, as sequências coincidiram com o último dia de Coimbra na série.

“Emocionalmente, era muito delicado, porque era uma despedida, foi exatamente a última cena do meu trabalho. Foi muito sensível e bastante físico, tinha muita força, movimento e luta. Foi exaustivo, um dia inteirinho de gravação”, revelou o ator. 

O intérprete de Benaia diz que teve a ajuda de profissionais para coreografar a luta, mas tanto ele quanto Nando Rodrigues dispensaram os dublês na hora da ação.

“As gravações são intensas, é um trabalho grande e com curto espaço de tempo para desenvolver isso, então, tivemos poucos encontros com os dublês. O Nando é um ator experiente, tem facilidade com essas coisas. No dia, fizemos uma preparação com o coreógrafo, e foi tranquilo. Nos entregamos plenamente”. 

A experiência de Coimbra na profissão o auxiliou na entrega da cena. Ele disse que se preocupou principalmente com a segurança dele e a do parceiro. 

“Quando vou fazer uma cena que exige isso, minha preocupação é sempre com o colega. Digo para ele: ‘Peçam o que pedirem, não vou te machucar e você não vai me machucar. Você cuida de mim e eu, de você. Vamos fazer dentro da nossa segurança’. É muito olho no olho. Foi bem intenso, e a cena ficou maravilhosa”. 

Ator destaca a delicadeza e emoção do momento em que Joiada (Marcelo Filho) encontra o pai
Ator destaca a delicadeza e emoção do momento em que Joiada (Marcelo Filho) encontra o pai Ator destaca a delicadeza e emoção do momento em que Joiada (Marcelo Filho) encontra o pai

Além da parte física, a sequência teve uma alta carga dramática envolvendo os momentos finais de Benaia, que é encontrado quase sem vida por Joiada (Marcelo Filho):

“No momento em que ele já estava no solo, agonizando, ouvi a voz do Marcelo e me trouxe mais uma força emocional para eu sentir aquilo, porque não tive contato nenhum com ele durante o dia. Acho que foi muito delicado e bonito. Espero que tenha chegado às pessoas que gostam da série. Foi muito bom de fazer”.

Nos bastidores, a troca do ator com Marcelo Filho e Barbara França, que interpretam os filhos do comandante, foi muito prazerosa e envolvia o compartilhamento de experiências sobre a profissão e a vida.

Relação entre Benaia e a filha Abisague conquistou o público
Relação entre Benaia e a filha Abisague conquistou o público Relação entre Benaia e a filha Abisague conquistou o público

“São gerações diferentes. Foi muito interessante estar em contato com eles e ver como lidam com as agruras da profissão. Foi muito gostoso. Não só com eles, mas com todos os colegas. Acho que cria um laço de proximidade muito grande, uma vez que é um núcleo nosso, essa família. E acho que isso foi para a cena”, apontou. 

Na trama da superprodução, Benaia sempre foi fiel a Davi (Cirillo Luna/Petrônio Gontijo) e a Salomão (Guilherme Dellorto). Interpretado por Thiago Amaral na fase jovem, o comandante assumiu o posto após a morte de Joabe (Mario Bregieira/Marcelo Faria) e era um ponto de confiança e firmeza no reino. 

“Acho que ele procurava trazer essa estabilidade. Foi assim com Davi e continuou com Salomão. [O personagem era] Uma espécie de bom ouvidor, primeiramente, e dando todo o suporte necessário. Já no final da oitava temporada, ele passa a opinar de uma maneira mais forte, porque começa a construir o caminho de Salomão”, lembrou.

O ator aproveitou para destacar os principais pontos que fizeram Benaia conquistar o público:

"Fiel aos seus princípios", diz o ator sobre Benaia
"Fiel aos seus princípios", diz o ator sobre Benaia "Fiel aos seus princípios", diz o ator sobre Benaia

“Acho que ele tem exatamente isso que todo mundo gosta. É uma pessoa fiel aos seus princípios, é confiável. Tem uma estrutura de construção dramática muito fixa, não se desvia dos objetivos. Ele é como uma rocha. E acho que o Benaia foi muito importante para edificar a casa de Davi dentro da história bíblica”.

No clima de despedida, Coimbra refletiu sobre o período em que fez parte da superprodução:

“Quando houve a aproximação para fazer esse trabalho, aceitei, porque queria um projeto que me levasse para três mil anos atrás, poder viver isso de maneira ficcional. Me agradou muito. O percurso é intenso, exige de todos os profissionais. Foi muito forte, exaustivo em alguns momentos, mas o prazer de estar trabalhando é muito grande. Foi ótimo estar com os colegas e viver essa experiência gratificante”.

Reveja toda a história de Benaia no PlayPlus.com e continue acompanhando os episódios de Reis — A Sucessão na tela da Record TV: de segunda a sexta, às 21h, com melhores momentos aos sábados, no mesmo horário.

Encontro de Salomão com Deus emociona os fãs da série:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.