Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Reis

"Experiência única", diz Raphael Montagner sobre gravações da tempestade de areia em Reis

Ator compartilhou curiosidades sobre os bastidores das filmagens; cenas de A Conquista movimentaram a trama nesta segunda (24)

Entrevistas|Raíza Chaves, do site oficial

Raphael Montagner compartilhou bastidores
Raphael Montagner compartilhou bastidores Raphael Montagner compartilhou bastidores

A tempestade de areia despertou medo em Israel e envolveu o público de Reis — A Conquista nesta segunda-feira (24). Para criar as cenas impressionantes, foram usados efeitos especiais e de computação gráfica, além do apoio de dublês — só de argila, foram usados 300kg de material para as sequências.

Empolgado com o resultado, Raphael Montagner, intérprete de Amasa, compartilhou muitos bastidores das filmagens em suas redes sociais. Em entrevista ao site oficial, ele comentou a experiência de viver o fenômeno na ficção.

"Foi um desafio não só de interpretação, mas também técnico, e absurdamente coletivo. Fora que enriquece muito o produto. Foi maravilhoso ter gravado, uma experiência única. Essas séries bíblicas, em especial, quando têm grandes eventos, trazem muito para nós como atores."

Para dar ainda mais veracidade à sequência, Montagner contou que assistiu a filmes com tempestades de areia e documentários.

"Fui atrás para saber a magnitude e a potência da força da natureza e como você realmente reage. Porque quando tem uma tempestade de areia, você não consegue enxergar nada, nem se movimentar. Ela vem levando tudo, casa, tendas, no nosso caso, espadas. É devastadora! Então, assisti a alguns documentários e fui ler também o que é uma tempestade dessa. Dentro dela, vem raios e granizo. É muito interessante saber essas coisas também."

A filmagem demorou cerca de três semanas por incluir todo o elenco, além do tempo de pós-produção, em que efeitos são inseridos para chegar à magnitude da tempestade. Quem assiste ao resultado final nem imagina os desafios no processo de gravações. Montagner se divertiu ao confessar o tempo que levou para tirar a poeira depois das cenas e ressaltou os cuidados necessários.

"Tive que lavar o cabelo umas três vezes, barba, roupa e cílios. Entra na boca. Então, o legal é que não é só a argila que eles jogam na hora do efeito especial, nós recebemos também um banho de argila antes de entrar. Existe uma continuidade [nas sequências]."

Ele ainda deu detalhes sobre o processo para criar o efeito da tempestade nos cenários:

"Eram ventiladores posicionados no ângulo da câmera, que jogavam argila seca, triturada. Tínhamos que ter cuidado com os olhos e a boca, nos preparamos para não nos machucarmos. O vento era muito forte. Ensaiamos, fizemos todo o processo como se já tivesse com a tempestade de areia e, depois, dublamos, porque é impossível o áudio captar tudo que nós falamos. É uma colagem do trabalho de equipe de áudio com a cenografia, a nossa interpretação e os efeitos especiais para o produto estar finalizado."

Tempestade de areia começou enquanto os soldados treinavam em Reis
Tempestade de areia começou enquanto os soldados treinavam em Reis Tempestade de areia começou enquanto os soldados treinavam em Reis

Assista a um trecho dos bastidores:

Por fim, Montagner aproveitou para adiantar algumas consequências do grande evento da superprodução.

"Na série, existem tramas que vão se desenrolando. Na tempestade de areia, alguns personagens morrem, outros ajudam no salvamento, destroem-se cidades, cenários, e isso se desenrola para outros conflitos. É como se esses grandes eventos mostrassem começos e fins", disse.

Veja todos os detalhes da tempestade de areia em PlayPlus.com. E acompanhe as novas emoções de Reis — A Conquista na tela da Record TV. A série vai ao ar de segunda a sexta, às 21h, com exibição dos melhores momentos da semana aos sábados, no mesmo horário.

Veja a repercussão do público sobre a sequência:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.