Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Reis

Ricky Tavares dá adeus a Absalão em Reis: "Vai ficar guardado para sempre na minha vida"

Ator se despede da série e reflete sobre o personagem que marcou a trama ao se virar contra o pai

Entrevistas|Gabriel Alberto, do site oficial


Ricky Tavares se despede de Absalão em Reis
Ricky Tavares se despede de Absalão em Reis

Ricky Tavares viveu momentos intensos durante toda a trajetória de Absalão em Reis — A Consequência. E, no episódio especial exibido na última quarta (30), o público acompanhou o desfecho do filho rebelde de Davi (Petrônio Gontijo). Após um confronto intenso no Bosque de Efraim contra os Valentes, o príncipe foi morto a mando de Joabe (Marcelo Faria) ao ficar preso nos galhos de um carvalho.

Ao gravar o fim de Absalão, o ator se emocionou. Em entrevista ao site oficial, Ricky também contou que era seu último dia no set da série, exaltou a parceria da equipe e revelou os principais aprendizados na superprodução.

“Poder fazer o que a gente ama é muito gratificante. Para mim, não foi só um personagem, foi um dos melhores que tive oportunidade de fazer. Absalão vai ficar guardado para sempre na minha vida”, garantiu.

A sequência da batalha foi filmada em 13 dias, em cinco locações diferentes no Rio de Janeiro. E, em média, mais de 300 profissionais estavam envolvidos nas gravações, segundo dados da Seriella Productions.

“Fizemos com muito amor e carinho para o público. O Rogério Passos, nosso diretor, um cara maravilhoso e cuidadoso, arrasou na direção. Lucas Perri, nosso assistente de direção, conduziu muito bem a figuração e toda a estrutura. Tivemos muitos planos legais para impactar o público de uma forma positiva com as cenas de ação. É algo realmente grandioso que fizemos, e eu me diverti por gravar essas sequências debaixo de chuva, com lama. É tudo o que um ator quer, poder se jogar e fazer da melhor maneira possível”, afirmou Ricky.

Manter a concentração foi importante para o artista conseguir entregar o trabalho de uma forma que ficasse crível. E, de acordo com ele, a parceria do diretor com o elenco ajudou para que tudo desse certo, já que algumas cenas eram muito complexas.

A gravação da morte de Absalão foi complexa
A gravação da morte de Absalão foi complexa

Na trama, ao ver que seus homens estão sendo derrotados, Absalão foge, mas fica com os cabelos presos nos galhos de uma árvore. Para gravar essa parte, especificamente, Ricky precisou manter o foco, pois ficou quatro horas pendurado com um colete por um cabo de aço.

“Sou um ator que gosta de fazer as coisas o mais verdadeiramente possível. Eu me jogo mesmo, sou intenso, gosto de viver aquele momento. Na morte do Absalão, tinha todo um sistema que criaram para amarrar e embaraçar o cabelo. Me limitava os movimentos, os gestos, mas foi incrível para mim. Óbvio que eu estava ali com toda a segurança, com um cabo de aço me segurando, mas tem que ter uma concentração maior para não entrar no desespero. Foi mais um desafio que o Absalão me proporcionou, algo que eu nunca tinha vivido antes na minha carreira. Ficar preso pelos cabelos foi desafiador demais. Foi bem complexo”, contou.

A vaidade de Absalão também é um dos motivos de sua ruína. Descontrolado, o rebelde manda seu exército avançar mesmo com os avisos de Amasa (Ademir Emboava) sobre os perigos do local.

“Ele nunca imaginou que ia morrer pelos cabelos. A história do Absalão serve como exemplo de muitas coisas, como a vaidade, o ego e a obsessão. Mas o Absalão só se tornou essa pessoa porque ele cresceu escutando isso, que seria o futuro rei, que era lindo. Não teve ninguém para falar o contrário”, lembrou o ator.

A perda da mãe

Ao usurpar o trono de Israel, Absalão acreditou que o jogo político dentro do palácio estava dominado, mas a vingança de Aitofel (Marcos Winter) levou a mãe do príncipe à morte, o que desencadeou o descontrole e uma vontade ainda maior de derrotar o pai.

Absalão se mostra vulnerável após a morte da mãe
Absalão se mostra vulnerável após a morte da mãe

“Foi a primeira vez que a gente viu um Absalão totalmente vulnerável, pois, até então, o público o via sem medo, muito corajoso. Quando a Maaca morre, ele deixa a raiva tomar conta e manda procurar o Aitofel. Ao descobrir que ele está morto, Absalão precisa descarregar essa raiva e vai atrás do Davi. Algo que eu e a Nara [Marques, uma das preparadoras de elenco da série] estudamos para o personagem é que, sempre que algo de ruim acontecia na vida dele, ele precisava ‘descarregar’ em algum lugar”, apontou Ricky.

Despedida

Depois de viver um personagem intenso, em uma rotina diária por meses, pode ser difícil desapegar. Apesar da saudade desse período, Ricky já deixou o visual de Absalão para trás ao tirar o mega hair e cortar o cabelo.

“É uma família que a gente cria. Passei mais tempo aqui do que em casa. Essa nossa profissão [como atores] é muito louca, porque o Absalão é um cara que eu nunca mais vou ‘vestir’”, refletiu.

Ricky fez questão de ressaltar a participação de todos os setores envolvidos na superprodução para o sucesso do personagem.

Ricky conta que aprendeu muito com Absalão
Ricky conta que aprendeu muito com Absalão

"Não o criei sozinho, não veio tudo da minha cabeça. Tem um pouquinho da Nara [Marques], da Andréia [Carrera, coordenadora de produção] e do Fernando [Carrera, diretor de apoio e produção], dos autores... Tem um pouco de todo mundo. Estou muito feliz, agradeço a todos que, de alguma forma, me ajudaram para que o Absalão aparecesse e acontecesse".

O ator também se mostrou muito feliz por ter feito parte da série.

“Sou muito grato a tudo que vivi aqui, a Cristiane Cardoso [autora da série], por ter me dado oportunidade mais uma vez de interpretar um personagem incrível. Aprendi muito com o Absalão, com as pessoas que estiveram comigo no processo. Sou grato a essa equipe maravilhosa. A gente faz tudo com muito amor e dá o nosso melhor o tempo todo. Só tenho a agradecer à Record TV por mais essa parceria. Estou muito realizado”, declarou.

Para finalizar, Ricky explicou de que forma Absalão vai ajudá-lo a encarar os próximos desafios da carreira de ator.

“Ele me enriqueceu profissionalmente com uma bagagem que eu não tinha, me deu formas de pensar, de estudar e criar personagens que jamais vou me esquecer. Veio com um aprendizado gigantesco não só na minha vida pessoal, como também profissional. Comecei a ver as coisas de um modo diferente, não ter medo de sair do conforto. E Deus me ajudou grandiosamente. Sempre orava para que Ele fizesse a Sua vontade. Sou cristão, então, interpretar o Absalão foi incrível. Sempre pedia caminhos para a forma com que Ele gostaria que eu interpretasse”, concluiu.

Reveja a trajetória de Absalão em PlayPlus.com. E continue acompanhando Reis — A Consequência de segunda a sexta, às 21h, na tela da Record TV. Perdeu algum momento? Assista ao resumo da semana aos sábados, no mesmo horário.

Fãs de Reis repercutem morte de Absalão e elogiam trabalho de Ricky Tavares

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.