Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Canta Comigo 6
Publicidade

Angélica Sansone relembra início inusitado da carreira de cantora em Portugal

Ex-participante do Canta Comigo e atual jurada do reality da RECORD também conta os segredos para encantar os 100 especialistas no painel

Entrevistas|André Borges, do site oficial*

Angélica Sansone conta início da carreira em Portugal e fala sobre nervosismo antes de subir no palco do Canta Comigo
Angélica Sansone dá dicas para candidatos que pretendem subir ao palco do Canta Comigo 6 Reprodução/Instagram

Criada em uma família movida por música, Angélica Sansone participou do Canta Comigo como candidata em 2021, na terceira temporada do programa, e conseguiu levantar todos os 100 jurados durante a apresentação. Atualmente, do outro lado do palco, a cantora faz parte do painel de jurados e tem a difícil tarefa de avaliar cada competidor em poucos minutos.

Em entrevista ao site oficial, ela revela como é a experiência de voltar ao programa como jurada. “Estar no painel é um pouco mais difícil. Quando avaliamos, lidamos com sonhos de outras pessoas. Eu fico muito tensa porque a gente não quer destruir o sonho de ninguém”, comenta.

Angélica ainda confidenciou o que busca no programa: “A gente procura alguém que nos emocione. Não é questão de afinar ou não”, afirma a cantora, que não deixa de lado a avaliação técnica de cada candidato.

Leia também

Como jurada, ela garante que a experiência do outro lado do palco faz diferença na hora de opinar na apresentação de um artista. “Eu entendo muito o que é estar ali [no palco]. Fiquei muito nervosa na minha vez, quase desisti. Achei que não fosse capaz. Então, eu compreendo o nervosismo de quem está se apresentando. Vejo pelo tremor da voz, pela falta de fôlego, que aquilo não é a capacidade do candidato”, explica.

Publicidade

Dica de especialista

Com a bagagem de quem levantou 100 jurados no Canta Comigo 3, Angélica reforça que usar aquela apresentação para experimentar algo totalmente inovador não é uma boa escolha. “Quando você não sai da sua zona de conforto e faz uma apresentação que, mal ou bem, já está acostumado, é 50% de chance de ter sucesso. Agora, quando se está em um momento de muito nervosismo e ainda com desconforto de algo que não está acostumado a cantar, é 50% de chance de dar errado”, afirma a artista, sobre a escolha da canção.

Quando participou do reality da RECORD, Angélica optou por músicas que já faziam parte do seu repertório. “Comecei a cantar mesmo com a música internacional. Aretha Franklin, Chaka Khan, Whitney Houston, Ella Fitzgerald, são os meus versos musicais”, revela.

Publicidade

Apesar de tantas referências internacionais, ela tem grandes inspirações na música brasileira. “Quando eu vim para cá [Brasil], comecei a cantar a Música Popular Brasileira, que eu amo de paixão. Elis Regina, Nana Caymmi e Gal Costa”, confessa.

Carreira internacional

Mesmo morando fora do país durante muitos anos, a música brasileira sempre esteve presente na sua vida, pois sua mãe era cantora. “Quando eu estava trabalhando em Portugal, as pessoas queriam me ouvir cantando música brasileira. Então, lá eu tive mais essa influência”, afirma.

Publicidade

Apesar da proximidade com a arte e da música fazer parte da família, ela fez uma revelação surpreendente durante a entrevista, e garantiu que ser cantora não fazia parte dos seus planos: “Eu não gostava de cantar, não era o que eu queria. Mas os meus pais achavam que eu cantava muito bem e queriam que eu fosse cantora de qualquer jeito. Eu queria fazer faculdade, estudar outra coisa. Mas meu pai falava: ‘se você não cantar, você não vai sair’”, relembra a artista.

O início dos seus trabalhos como cantora começaram no restaurante do pai, que chegou a dar um incentivo inusitado para a carreira da filha. “Meu pai pagou o dono de uma casa de música brasileira [em Portugal] para me contratar por um mês e pediu para não contar que ele estava pagando [o cachê].’ Depois que acabou [o contrato], meu pai perguntou se ele tinha gostado de mim. Ele falou que adorou, mas disse que meu pai que deveria me contratar. E foi ali que comecei a cantar na noite de Portugal”, revela Angélica.

Sob comando de Rodrigo Faro, o Canta Comigo 6 vai ao ar todos os domingos, a partir das 18 horas, na tela da RECORD. Acompanhe o site oficial para ficar por dentro das novidades. Reveja as apresentações e o programa completo no PlayPlus.

* Estagiário sob supervisão de Juliana Lambert

Confira quem já carimbou o passaporte para as próximas fases do Canta Comigo 6:





Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.